Gilson Kleina rescinde com Goiás e deve assumir o comando da Ponte Preta

Esportes

Gilson Kleina rescinde com Goiás e deve assumir o comando da Ponte Preta

Redação Folha Vitória

Campinas - Durante o jogo da tarde desta terça-feira em Santo André, a diretoria da Ponte Preta mexia os pauzinhos para a sequência da temporada. Favorito para assumir o comando técnico da equipe de Campinas, Gilson Kleina acertou sua rescisão com o Goiás e deve estar em Campinas nesta quarta para assinar contrato até o final do ano. Só então é que será anunciado de forma oficial.

O curioso é que o anúncio oficial da rescisão, em Goiânia, ocorreu enquanto a Ponte Preta empatava com o Santo André, por 3 a 3, no ABC, pela 10.ª rodada do Campeonato Paulista. Só faltava isso para que a direção pontepretana confirmasse o acerto para ter o substituto de Felipe Moreira, liberado após a eliminação na Copa do Brasil para o Cuiabá. Outros nomes tinham sido cotados como Doriva, Adilson Batista e Vadão.

Kleina já trabalhou no Majestoso, tendo subido com o time da Série B para a Série A do Brasileiro em 2011. Mas depois aceitou uma proposta para dirigir o Palmeiras. Com 48 anos, ele tem um retrospecto de 115 jogos, 48 vitórias, 32 derrotas e 35 empates em sua passagem pelo comando da Ponte.

As bases do acordo não foram reveladas, mas o comandante ganharia algo em torno de R$ 150 mil de salário mensal. Ele alegou para deixar o Goiás o fato de que vai disputar o Brasileirão e a Copa Sul-Americana pela equipe de Campinas, enquanto o time goiano vai disputar a Série B neste ano.

O novo técnico já vai iniciar seu trabalho no lugar do interino João Brigatti, que em quatro jogos acumulou uma vitória (Ituano 1 a 0), uma derrota (Novorizontino 2 a 1) e dois empates (1 a 1 contra o Corinthians e 3 a 3 contra o Santo André).

A estreia vai acontecer no próximo domingo, quando a Ponte Preta enfrentar o São Bento, às 18h30, no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, pela 11.ª rodada do Paulistão. Com 16 pontos, a Ponte Preta lidera o Grupo D.