Pressionado após revés em clássico, São Paulo defende boa vantagem em Natal

Esportes

Pressionado após revés em clássico, São Paulo defende boa vantagem em Natal

Redação Folha Vitória

São Paulo - A vitória por 3 a 1 sobre o ABC no jogo de ida dá uma vantagem confortável para o São Paulo na terceira fase da Copa do Brasil, mas a derrota para o Palmeiras no último sábado deixou o clima apreensivo para o duelo de volta no Frasqueirão, em Natal. Se perder por até um gol de diferença, o time paulista se classifica à quarta etapa do torneio.

A meta no São Paulo é esquecer o revés para o Palmeiras e voltar o foco para a competição nacional. Por isso, o jogo do Morumbi, na semana passada, serve de parâmetro. "Criamos muitas oportunidades, tivemos total domínio do jogo, e isso nos deixa muito felizes. Foi uma vitória boa, mas tem mais 90 minutos para decidir a vaga. Espero que a gente possa selar a classificação no jogo de volta", disse o zagueiro Rodrigo Caio.

O técnico Rogério Ceni está tendo de lidar com a insatisfação da torcida com o goleiro Denis, que não teve boa atuação contra o Palmeiras. O titular Sidão está machucado e não viajou com o grupo. Outro problema é na zaga, com as ausências de Maicon e Douglas. Com isso, Lugano deve ser titular.

O meia peruano Cueva, que fez muita falta ao time no último sábado, foi relacionado, mas ainda não se sabe se será usado como titular ou se ficará no banco de reservas para alguma emergência. Se não atuar, Ceni deve colocar Wellington Nem na equipe, para atuar com dois atacantes pelos lados. Sem o argentino Lucas Pratto, Gilberto terá a missão de ser o centroavante da equipe.

"A decisão começa do zero. Tem de pensar no resultado, e não ficar apenas com a mentalidade de querer administrar a vantagem. É fora de casa e não podemos entrar com marcação lá atrás. Em Natal, eles sabem jogar bem. Temos de fazer o mesmo futebol do Morumbi, porque o nosso intuito é vencer. O único resultado que importa é a vitória", avisou o volante Thiago Mendes.

Com o ABC em desvantagem na série, o técnico Geninho destacou a necessidade de o time ser agressivo para obter a classificação. Mas o time deverá ter baixas relevantes na sua defesa, pois o zagueiro Léo Fortunato e o volante Anderson Pedra ainda se recuperam de lesões.