• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Provável titular na quinta, Jean Mota exalta concorrência de Dodô no Santos

Esportes

Provável titular na quinta, Jean Mota exalta concorrência de Dodô no Santos

Meia de origem, Jean Mota acabou assumindo a titularidade da lateral esquerda do Santos diante da escassez de opções confiáveis para o técnico Jair Ventura. A situação, porém, se alterou recentemente com a chegada e a estreia de Dodô, que disputou os últimos dois jogos do time no Campeonato Paulista, quando o treinador optou por poupar a maioria dos titulares. Assim, Jean Mota reconheceu que a concorrência aumentou, exaltou o novo companheiro, mas destacou que espera se manter na equipe.

"Falei para o Jair que quando ele precisasse de mim na lateral, poderia contar comigo. Ele conversou comigo e pude ter uma sequência, fazendo bons jogos. Ele é quem vai decidir, estou aqui para ajudar. Estou fazendo bons jogos e o Dodô também fez. O elenco do Santos é muito bom e temos que brigar pelo espaço", disse.

Embora a escalação do Santos não tenha sido confirmada, a tendência é que Jean Mota seja mantido na lateral esquerda para o duelo desta quinta-feira com o uruguaio Nacional, no Pacaembu, pela segunda rodada do Grupo 6 da Libertadores.

Caso isso se confirme, o Santos vai entrar em campo com a seguinte escalação: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Alison; Eduardo Sasha, Léo Cittadini, Vecchio e Rodrygo; Gabriel Barbosa.

Ao comentar as características do adversário, Jean Mota exibiu preocupação com os contra-ataques do Nacional e também as suas jogadas aéreas. "Trabalhamos a semana inteira com variações para tentar surpreender. É um time que cruza bastante e tem velocidade. Vamos fechar os espaços para não ter os cruzamentos. Jogam no 4-4-2 e devem explorar os contra-ataques", comentou.

O Santos chega para o duelo com o Nacional em seu pior momento na temporada, em jejum de quatro jogos sem vitória, o que inclui a derrota na estreia na Libertadores para o Real Garcilaso, no Peru. E Jean Mota reconheceu a necessidade de o time triunfar nesta quinta.

"Sabemos da cobrança que existe em time grande. Não podemos ficar tanto tempo sem vencer, não importa se foi com o time misto. Todos do elenco têm qualidade. Estamos trabalhando para encaixar a vitória nesse jogo", concluiu.