Após 17 anos de patrocínio, Copa Davis encerra parceria com banco francês

Esportes

Após 17 anos de patrocínio, Copa Davis encerra parceria com banco francês

Passando por uma forte reestruturação nesta temporada, a Copa Davis deixará de contar com o patrocínio do BNP Paribas, segundo informou o banco francês nesta sexta-feira. A instituição encerrou uma parceria de 17 anos com a Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês).

O fim do longo vínculo acontece ao mesmo tempo em que a tradicional competição entre países no tênis passou a ser administrada pelo grupo de investimentos Kosmos, que tem o zagueiro Gerard Piqué, do Barcelona, como uma de suas lideranças.

"Decidimos em conjunto com a Federação Internacional de Tênis encerrar o nosso patrocínio na Copa Davis após 17 anos, num momento em que o formato da competição está mudando", declarou Bertrand Cizeau, diretor de comunicação do BNP Paribas.

As mudanças a que se refere o diretor do banco atingem principalmente o formato do torneio, que neste ano passou a ter o Grupo Mundial concentrado em apenas uma cidade, em apenas uma data da temporada. Além disso, os jogos e os confrontos ficaram mais curtos, sendo disputados em melhor de três sets, em apenas dois dias.

As alterações geraram forte repercussão e diversas críticas no mundo do tênis, alcançando jogadores, treinadores e torcedores, principalmente pela ausência de confrontos diante da torcida de uma das equipes, como acontecia até o ano passado - o apoio dos fãs locais era uma das marcas mais fortes da competição.

Nem a ITF e nem o banco revelaram quais eram as cifras envolvidas no patrocínio e nem se houve negociação para uma renovação do vínculo. Ao assumir o comando da Davis, o grupo Kosmos prometeu tornar a competição mais atrativa para fãs e canais de televisão, com o objetivo de ampliar o faturamento do evento.

Em janeiro, a ITF havia anunciado que chegara a um acordo de patrocínio com a La Liga, que organiza o Campeonato Espanhol. Os detalhes do acerto não foram revelados.

Mesmo com a saída do torneio, o BNP Paribas vai manter vínculos com a ITF ao manter seus patrocínios à Fed Cup, a versão feminina da Davis, à Fed Cup Junior e à Copa Davis Junior.