Esportes

Após eliminação, Santos tenta manter boa fase no Paulistão contra o Oeste

Ainda de ressaca pela eliminação sofrida na primeira fase da Copa Sul-Americana, o Santos volta a campo neste sábado, para enfrentar o Oeste, a partir das 19 horas, no Pacaembu, pela nona rodada do Paulistão. Apesar da queda no torneio continental, a campanha no Estadual é tão boa que o time de Jorge Sampaoli vai seguir na liderança geral do torneio mesmo que perca esse próximo duelo.

O Santos soma 19 pontos no Paulistão, contra 18 do Palmeiras, o segundo colocado, que já jogou pela nona rodada. O time santista ganhou seis vezes, empatou uma e sofreu apenas uma derrota. O revés, porém, foi pelo humilhante placar de 5 a 1, fora de casa, contra o Ituano.

A goleada sofrida foi a única derrota do Santos na temporada, mas a queda na Copa Sul-Americana foi mais traumática. Apesar dos desfalques de Cueva, Rodrygo e Jean Lucas, a expectativa era de que a classificação para a segunda fase do torneio fosse alcançada. Contra o modesto River Plate-URU, empates por 0 a 0, em Montevidéu, e 1 a 1, no Pacaembu, resultaram na eliminação por causa do gol sofrido em casa.

Presidente do Santos, José Carlos Peres minimizou a queda na competição e garantiu que o "projeto Sampaoli" continua "firme". Nesta sexta-feira, treinador argentino ganhou o reforço do lateral-esquerdo Felipe Jonatan, para suprir a posição carente no elenco. Já escalado como titular, o jogador treinava no Santos há duas semanas, mas o pagamento da multa rescisória de R$ 6 milhões para o Ceará só foi efetuado na véspera do confronto com o Oeste. Por isso, a inscrição dele no Paulistão demorou.

Rodrygo, Cueva e Jean Lucas voltarão a ficar à disposição. A tendência é que o único entre eles a começar a partida seja o meia peruano, que entraria no lugar de Yeferson Soteldo. O venezuelano e o colombiano Jonathan Copete, sacado do time para a entrada de Felipe Jonatan, disputam uma vaga no banco de reservas, uma vez que só cinco estrangeiros podem ser relacionados. O uruguaio Carlos Sánchez, o colombiano Felipe Aguilar e o paraguaio Derlis González serão titulares. Os zagueiros Lucas Veríssimo e Luiz Felipe, machucados, são as únicas baixas de Sampaoli.

OESTE - Eliminado da Copa do Brasil e vindo de derrota por 2 a 1 diante da Ferroviária, o Oeste busca a recuperação frente ao melhor time do Campeonato Paulista. Apesar dos tropeços, o técnico Renan Freitas deve insistir na mesma escalação da última rodada.

"Na verdade nosso time cansou com as viagens e com os jogos seguidos. Mas o time é muito bom e vamos voltar à normalidade", prometeu o treinador Renan Freitas, lembrando que a eliminação na Copa do Brasil só ocorreu nos pênaltis após empate sem gols com o Criciúma.

Os dirigentes do Oeste também estão esperançosos com a possibilidade de surpreender o Santos em São Paulo. "É um jogo difícil. Vencer o Santos é sempre complicado. Eles vêm de uma eliminação, assim como a gente, e vão querer dar o troco. Mas estamos trabalhando para conquistar a vitória. Apesar das dificuldades, estamos fazendo um grande campeonato e queremos seguir nessa zona de classificação. Nenhum time é invencível", declarou o vice-presidente do clube, Mauro Guerra.

Mesmo com a derrota para a Ferroviária, o Oeste aparece na liderança do Grupo D, com 12 pontos, enquanto o Ituano aparece em segundo, com 11. Completam o grupo o São Paulo, com dez, e Botafogo, com quatro.

Pontos moeda