Fla exclui do quadro de sócios homem que agrediu tricolor no Maracanã após clássico

Esportes

Fla exclui do quadro de sócios homem que agrediu tricolor no Maracanã após clássico

Matheus Morbeck Pedroso dos Santos Galvão foi detido nesta terça-feira, prestou depoimento e será indiciado por lesão corporal

Estadão Conteúdo

Redação Folha Vitória
Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

O Flamengo anunciou na tarde desta terça-feira que excluiu do seu quadro de sócios-torcedores o homem que agrediu um torcedor do Fluminense na saída do Maracanã. O incidente aconteceu após o clássico entre os rivais cariocas no último domingo, pela última rodada da Taça Rio.

Após o triunfo do Flamengo sobre o Fluminense, por 3 a 2, dois senhores com a camisa tricolor deixavam o estádio quando um deles foi agredido por um torcedor rival. O clube rubro-negro não revelou o nome do agressor, mas considerou que ele feriu a política do programa de sócio-torcedor.

"A postura do então sócio-torcedor não condiz com os valores do Clube de Regatas do Flamengo, que repudia a agressão e lamenta qualquer tipo de ação como esta, que mancha o futebol do Rio de Janeiro - um dos poucos estados no Brasil que ainda recebe clássicos com torcida mista em seus estádios. O clube se coloca à disposição das autoridades e se solidariza com o torcedor tricolor", informou em nota.

Ainda segundo o Flamengo, o homem responsável pela agressão foi detido na última segunda-feira. Ele teria prestado depoimento em uma delegacia de polícia na Barra da Tijuca e sido liberado na sequência.

Vale lembrar que Flamengo e Fluminense voltam a se encontrar nesta quarta-feira. Às 21h30, as equipes duelam novamente no Maracanã para definir uma das vagas na decisão da Taça Rio.