Lugano afirma que São Paulo vive um 'círculo vicioso' nos últimos anos

Esportes

Lugano afirma que São Paulo vive um 'círculo vicioso' nos últimos anos

último título do clube foi conquistado em 2012, pela Copa Sul-Americana. Esse jejum prejudica os trabalhos de longo prazo, na visão do dirigente

Redação Folha Vitória
Foto: Reprodução

O ex-zagueiro uruguaio Diego Lugano, superintendente de Relações Institucionais do São Paulo, acredita que o clube vive um "círculo vicioso" nos últimos anos. O último título do clube foi conquistado em 2012, pela Copa Sul-Americana. Esse jejum prejudica os trabalhos de longo prazo, na visão do dirigente.

"Nos últimos anos, o São Paulo entrou num círculo vicioso, que está difícil de sair. Você não ganha, a pressão aumenta e fica mais difícil de vencer. Os trabalhos a médio e longo prazo são quase utopia se você não tem resultados imediatos. Se você não tem trabalho a médio ou longo prazo é difícil de ter resultado. Esse círculo vicioso, com muita crítica e ansiedade, acaba interferindo negativamente nos jogadores", disse o ex-zagueiro após o Congresso Técnico da Federação Paulista de Futebol (FPF) nesta quinta-feira.

Nesse contexto de dificuldades, o time não deve apostar totalmente nos jogadores da base, mas sim ter equilíbrio na hora de escalá-los, na visão do uruguaio. "Nós sempre apostamos na molecada. O problema é que nesse momento, é difícil dar responsabilidade a eles. A torcida precisa ter paciência com eles", afirmou.

"Desde que voltei, muitos meninos que geram expectativa na base sobem, mas não são decisivos. Eles sofrem críticas e sentem o momento do São Paulo. Não é apostar 100% nos meninos, é ter equilíbrio e coerência para colocá-los. Todo jogador novo não tem muita regularidade, precisamos protegê-los das críticas e das confusões", recomendou Lugano.

Depois de ter sido o destaque da Copa São Paulo de Futebol Júnior deste ano, Antony se tornou peça importante no esquema do interino Vagner Mancini e fez o gol no empate diante do São Caetano na última quarta-feira. Além dele, o volante Luan, também da base, é titular absoluto. No ABC, Igor Gomes foi o substituto de Hernanes e Nenê, que estão contundidos.