• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cielo e Thiago Pereira nadam juntos no revezamento, mas Minas leva prata

Esportes

Cielo e Thiago Pereira nadam juntos no revezamento, mas Minas leva prata

Rio - Medalhistas olímpicos em Londres-2012, Thiago Pereira e Cesar Cielo dividiram a mesma raia por um clube pela primeira vez nesta quinta-feira. Os dois maiores nomes da natação brasileira defenderam o Minas Tênis Clube na final do revezamento 4x100 metros livre no Troféu Maria Lenk, mas a equipe de Belo Horizonte só ficou com a prata. O ouro foi para o Pinheiros, de João de Lucca, Bruno Fratus e Marcelo Chirighini, todos especialistas na distância.

Cielo foi o mais veloz entre todos os 24 nadadores que caíram na piscina na mesma condição que ele (com largada lançada, após outro companheiro). O campeão olímpico foi o único na casa de 47 segundos, com 47s80. Chirighini, pelo Pinheiros, fez 48s20, enquanto Vinicius Waked, pela Unisanta, nadou os 100m em 48s36.

"Vou tentar dar o melhor que posso até sábado, não estava descansado para os 100m livre. A gente nadou sem dois dos nossos titulares, encaixou o Thiago no lugar do (Nicolas) Nilo, mas é isso aí. Competição a gente vai encaixando do jeito que dá", argumentou Cielo, lamentando que o Minas tenha ficado desfalcado de Nilo e Fernando Martins, que se adoentaram.

O Pinheiros se aproveitou disso para ganhar a prova no Maria Lenk com 3min15s83, seguido exatamente pelo Minas (3min16s12), com a Unisanta em terceiro (3min16s38). A disputa dos 100m livre será no sábado, prometendo forte disputa por vagas no Mundial tanto na prova individual quanto no revezamento. Entre os favoritos aparecem Cielo, Fratus, Chierighini, João de Lucca, Waked, Matheus Santana e Fernando Ernesto.

OUTRAS PROVAS - No revezamento 4x100m livre feminino, a vitória foi do Sesi, que contou com Etiene Medeiros, Jéssica Cavalheiro e Daynara de Paula para fechar em 3min41s62. O Pinheiros ficou com a prata e o Minas com o bronze.

Nos 800m livre, prova que não é olímpica para os homens, ouro para Miguel Valente, do Minas, com 7min58s44, prata para Lucas Kanieski (Minas) e bronze para Brandonn Pierry Almeida (Corinthians). Apesar de ficar a 0s24 do recorde brasileiro, Miguel bateu a mais de 10 segundos do índice para Kazan.