• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cielo mostra insatisfação após prata nos 50m livre no Maria Lenk

Esportes

Cielo mostra insatisfação após prata nos 50m livre no Maria Lenk

Rio - Terceiro do ranking mundial, Cesar Cielo não está nada satisfeito com o seu próprio desempenho no Troféu Maria Lenk. Nesta quarta-feira, o campeão olímpico ficou com a prata na final dos 50m livre, com 21s84, sendo superado em 10 centésimos por Bruno Fratus. Apesar de os brasileiros terem chegado à segunda e à terceira posição do ranking mundial, Cielo sabe que a distância para o francês Florent Manaudou (21s41) é preocupante.

"Foi uma prova fraca. Nós já nadamos bem mais rápido do que isso, podemos ser bem mais rápidos. Então, no Mundial, a gente tem de estar um pouco melhor. Não podemos nadar assim lá porque senão a gente vai estar em perigo. O importante, tanto para mim quanto para o Bruno, era garantir essa vaga no Mundial e, agora, é focar para tentar defender bem o Brasil nas competições internacionais", disse Cielo.

No Maria Lenk, só Cielo e Fratus nadaram abaixo do índice para o Mundial de Kazan (Rússia), de 22s25. No Torneio Open, outros três atletas haviam superado esse índice, mas nenhum deles conseguiu melhorar suas marcas no Maria Lenk, no Fluminense.

Desde 2006, quando venceu o Maria Lenk pela primeira vez, Cielo nunca havia perdido uma prova de 50m livre na competição. Só não ganhara o ouro em 2007, quando não competiu. Agora, ele sabe que precisa render mais.

"Tem muita coisa para melhorar. É terminar essa competição, continuar tentando fazer o melhor na piscina, até sábado, e ver o que a gente pode fazer depois para melhorar para no Mundial, para ficar na mesma forma que no ano passado."

PAN - Ainda não foi dessa vez que Cesar Cielo afirmou com todas as letras que não vai aos Jogos Pan-Americanos. No Maria Lenk, o nadador deixou isso um pouco mais claro, ainda que não tenha confirmado a ausência em Toronto.

"Eu provavelmente vou só para o Mundial, mas acho que nas provas dos 50m e dos 100m, no estilo livre, independentemente disso, o Brasil estará bem representado (em Toronto). No Mundial, estamos indo com o primeiro e o segundo do ranking nacional, e para brigar por medalha também. Da minha parte, sei que vou ter de nadar para aqueles 21s3, 21s4 que vinha fazendo."