Garota de 14 anos se aproxima de vaga no Mundial de Natação

Esportes

Garota de 14 anos se aproxima de vaga no Mundial de Natação

Redação Folha Vitória

Rio - Antes do apagar das luzes do primeiro dia do Troféu Maria Lenk, a piscina do Fluminense conheceu o novo fenômeno da natação brasileira. Ela responde pelo nome de Rafaela Raurich, vai completar 15 anos apenas no último dia de outubro, e foi a mais rápida da final B dos 200m livre pelo Clube Curitibano, do Paraná.

A marca de 2min01s44, a menina de 14 anos se tornou a quarta mais rápida da competição nos 200m livre e entrou no time brasileiro que vai competir no revezamento 4x200m livre no Mundial de Kazan (Rússia). O passaporte só não está carimbado porque a abertura do revezamento no Maria Lenk também vale como tomada de índice.

Assim, Rafaela, que também se garantiu no Mundial Júnior de Cingapura, só sai da equipe se alguma rival fizer um tempo abaixo de 2min01s44 na abertura dos revezamentos. A favorita é a também garota Gabriele Roncatto, de 16 anos, do Pinheiros, quarta colocada na final A.

Outras duas atletas do clube paulistano, Larissa Oliveira e Manuella Lyrio, obtiveram índice para o Mundial individualmente nos 200m livre. Larissa ainda bateu os recordes brasileiro e sul-americano. A expectativa é que o Pinheiros também bata o recorde do revezamento.

Nas finais B, havia ainda alguma expectativa pelo resultado de Daniel Orzechoewski, nos 100m costas, mas ele terminou apenas com o oitavo melhor tempo do dia, longe do Mundial.

A última final A individual do dia, dos 1.500 metros para mulheres, o ouro ficou com a equatoriana Samantha Arévalo Salina, do Fluminense. Poliana Okimoto foi prata e Ana Marcela Cunha bronze.