Atlético-MG tenta dar o troco no Libertad em jogo decisivo pela Libertadores

Esportes

Atlético-MG tenta dar o troco no Libertad em jogo decisivo pela Libertadores

Redação Folha Vitória

São Paulo - O Atlético Mineiro faz nesta quarta-feira a sua primeira decisão na edição de 2017 da Copa Libertadores. Pressionado pela derrota na semana passada no Paraguai, o time revê o Libertad a partir das 19h30, agora no estádio Independência, em Belo Horizonte, precisando da vitória para não ficar em situação ainda mais complicada no Grupo 6.

Com o revés por 1 a 0, o Atlético deixou a liderança da chave, agora ocupada pelo argentino Godoy Cruz, com sete pontos, e viu o Libertad igualar a sua pontuação (quatro), ainda que tenha permanecido atrás por causa dos critérios de desempate. Mesmo assim, o time está proibido de vacilar em casa, ainda mais por mirar a classificação em primeiro lugar na chave.

"É fundamental tentar terminar essa fase de grupos na primeira colocação. O grupo está bastante equilibrado e temos que fazer nosso papel dentro de casa para, depois, buscar uma vitória fora e consolidar a primeira colocação", afirmou o lateral-direito Marcos Rocha.

A derrota para o Libertad também aumentou a pressão sobre o técnico Roger Machado, cobrado para obter resultados melhores com um elenco considerado um dos mais fortes do futebol brasileiro. Neste sentido, a classificação à final do Campeonato Mineiro, no último domingo, trouxe novamente alguma paz ao clube, mas o grande teste será mesmo nesta quarta-feira.

A irregularidade do time, inclusive, levou Roger Machado a fazer mudanças na escalação do Atlético no último fim de semana. E algumas delas serão mantidas para o confronto contra o Libertad. A principal delas é a presença do goleiro Victor, uma das lideranças do elenco e herói da conquista do título da Libertadores de 2013.

Além disso, o setor ofensivo também passou por modificações. Marlone e Maicosuel foram titulares no último fim de semana, mas o primeiro não está inscrito na competição. Com isso, um dos estrangeiros que havia sido barrado por Roger Machado - Otero e Cazares - retornará ao time. E a tendência é de que o venezuelano seja o escolhido para começar jogando.

Além dele, quem voltará ao Atlético neta quarta-feira é o centroavante Fred, assumindo a vaga que foi de Rafael Moura. Suspenso no Campeonato Mineiro, o atacante retoma o comando do ataque em busca de mais gols, após marcar quatro vezes no último compromisso em Belo Horizonte pela Libertadores e definir a vitória por 5 a 2 sobre o Sport Boys, da Bolívia.

Com ele, o Atlético tentará exibir mais uma vez a sua força como mandante na Libertadores, repetindo a intensidade que marcou os seus melhores momentos nas últimas temporadas, e mostrar que a derrota para o Libertad se deu mais pelas condições ruins do gramado que atuou em Assunção do que por erros e falta de pegada do time.

"Quarta-feira é Libertadores, mais uma vez com casa cheia e com a esperança de fazer um grande jogo. Tenho certeza que essa intensidade que foi apresentada no final de semana, todos irão acompanhar na quarta-feira também", acrescentou Marcos Rocha.

Rival do Atlético, o Libertad buscará explorar os vacilos do adversário, vistos até mesmo na goleada sobre o Sport Boys, apostando na mesma formação que triunfou sobre o adversário em Assunção, com o objetivo de tentar começar a encaminhar a sua classificação.

E o Libertad entrará em campo descansado, pois não teve compromisso no último fim de semana pelo Torneio Apertura do Paraguai, liderado pelo clube. As esperanças de gols estão depositadas, mais uma vez, no veterano Santiago Salcedo, de 35 anos, artilheiro da Libertadores de 2005.