Linense arrecada pouco no Morumbi, mas Ceni espera público dobrado na volta

Esportes

Linense arrecada pouco no Morumbi, mas Ceni espera público dobrado na volta

Redação Folha Vitória

São Paulo - Com o objetivo de garantir maior receita nas quartas de final do Campeonato Paulista, o Linense negociou o mando de campo e, com o aval da Federação Paulista de Futebol, acertou a realização dos dois jogos contra o São Paulo no Morumbi. Mas os números não foram favoráveis ao time do interior. Com 15.480 pessoas presentes no estádio neste domingo, a renda líquida foi de R$ 121.431,04, valor a ser dividido entre os dois clubes.

O montante de R$ 60.715,52 destinado ao Linense é bastante inferior ao obtido, por exemplo, na partida contra o Palmeiras na quarta rodada do Campeonato Paulista, em 19 de fevereiro, na Fonte Luminosa, em Araraquara. Na ocasião, o valor arrecadado foi de R$ 320.629,90. O cenário ficou ainda pior com a derrota do time de Márcio Fernandes por 2 a 0.

Já o São Paulo não teve motivo para reclamação. Na opinião do presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, a decisão não trouxe dano para o Paulistão. "Não vejo perda para o campeonato o fato de jogar no Morumbi. A circunstância de jogar aqui as duas vezes partiu do próprio Linense e o São Paulo concordou. Se o Linense está com dificuldades lá e tem oportunidade de obter uma receita melhor, não vejo prejuízo."

O mandatário do São Paulo também enumerou as vantagens de atuar em casa na primeira eliminatória do Estadual. "Vejo um aspecto positivo de nós não precisarmos nos deslocar, jogarmos no nosso estádio. A nossa torcida ter a oportunidade de estar nos dois jogos aqui presente", disse.

Para o confronto de volta, o técnico Rogério Ceni espera menos espaços vazios na arquibancada do Morumbi. Apesar disso, nega que tenha ficado decepcionado com o baixo público no duelo de ida das quartas de final. "Não decepcionou porque começamos a vender ingresso na quinta à noite, só tivemos sexta e sábado. O tempo ficou curto. Acredito que terá um público dobrado no próximo sábado, que haja bem mais torcedores."

Em campo, o São Paulo mostrou agressividade no ataque e podia ter saído com um placar ainda mais elástico caso não tivesse contabilizado tantos erros de finalização. Mas o zagueiro Maicon garantiu que o estilo de jogo ofensivo seria o mesmo dentro ou fora do estádio. "O Morumbi é nossa casa, não podemos negar. Mas o São Paulo sempre joga para frente. Sendo no Morumbi ou em qualquer outro estádio, a gente ia jogar da mesma maneira, o estilo de jogo não ia mudar", assegurou.

Em vantagem, o São Paulo pode até perder por um gol de diferença no próximo sábado, às 16 horas. Já o Linense terá de ir ao ataque para buscar a classificação à semifinal do Campeonato Paulista. Em caso de empate no saldo final, a vaga é decidida nos pênaltis. O cansaço do time de Rogério Ceni, que estreia na Copa Sul-Americana na quarta-feira, pode ser um trunfo para o time do interior.