Presidente do Clippers anuncia afastamento na NBA

Esportes

Presidente do Clippers anuncia afastamento na NBA

Los Angeles - O presidente do Los Angeles Clippers, Andy Roeser, anunciou nesta quarta-feira que está se afastando indefinidamente do cargo. Ele decidiu sair de cena enquanto a NBA reestrutura a franquia, depois que o dono do Clippers, Donald Sterling, foi banido da liga pelo resto da vida graças às declarações racistas dadas no fim do mês passado.

O afastamento de Roeser agradou a direção da NBA, que já havia revelado na semana passada a possibilidade de apontar um novo CEO para a franquia. "Isso vai dar a oportunidade para um novo CEO começar com o quadro limpo e para seu time se estabilizar diante de uma circunstância difícil", disse o porta-voz da liga, Mike Bass.

Roeser se tornou presidente do Los Angeles Clippers, em 2007, mas é um dos executivos há mais tempo na mesma equipe na NBA. Ele chegou à franquia da Califórnia em 1984 e passou por diversos cargos antes de assumir a presidência. O dirigente, aliás, era considerado o principal braço direito de Sterling.

No último dia 26, Donald Sterling foi flagrado em uma conversa telefônica com sua namorada, na qual a recriminava por uma foto ao lado do ex-astro da NBA Magic Johnson e pedia que ela não levasse negros aos jogos do Clippers.

"Me incomoda muito você querer aparecer ao lado de pessoas negras. Por que você faz isso? Você pode dormir (com negros), pode fazer o que quiser. A única coisa que peço a você é que não divulgue isso. E não os traga aos meus jogos", disse ele.

As declarações geraram repercussão e até o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, criticou Sterling. Três patrocinadores inclusive romperam a parceria com o Clippers. Na semana passada, a NBA anunciou sua decisão de banir o dirigente da liga norte-americana de basquete.