Atlético-MG aposta em volta ao Independência para se recuperar no Brasileiro

Esportes

Atlético-MG aposta em volta ao Independência para se recuperar no Brasileiro

Redação Folha Vitória

Belo Horizonte - Conhecido pela sua força quando atua no Independência, o Atlético Mineiro aposta no retrospecto no estádio para se recuperar no Campeonato Brasileiro da derrota para o Atlético Paranaense por 1 a 0, no último domingo, e voltar a figurar nas primeiras posições no torneio nacional.

"Todo mundo sabe da força da massa, do nosso torcedor. Apesar de que não estamos fazendo maus jogos fora de casa. Os torcedores tem nos acompanhado bastante também, mas o Horto é nossa casa, onde estamos acostumados a vencer e, sem dúvida, voltando agora ao Horto, vamos fazer grandes jogos e sair com as vitórias necessárias", disse o meia Giovanni Augusto.

No Campeonato Brasileiro de 2014, o Atlético-MG teve ótima campanha no estádio, com 12 vitórias, quatro empates e duas derrotas em 18 jogos, e 28 gols a favor e 12 sofridos, o que rendeu um aproveitamento de 74,07%.

Agora, no próximo domingo, diante do Vasco, fará o seu primeiro jogo no Independência esta edição do Brasileirão, pois apesar de ter sido mandante na goleada por 4 a 1 sobre o Fluminense, realizou o jogo no Mané Garrincha, em Brasília, pois cumpria punição.

Além do retorno ao estádio, Giovanni Augusto aposta na semana cheia de preparação para que o Atlético eleve o seu nível de atuação. "É uma semana importante. A equipe está fazendo bons jogos, mas tem que acertar algumas coisas. A semana cheia é importante para trabalhar a e acertar o que estiver precisando", afirmou.

E Giovanni Augusto também quer aproveitar o tempo extra de preparação para convencer o técnico Levir Culpi a escalá-lo como titular diante do Vasco. "Todo jogador quer jogar, começar como titular, mas tem que fazer por onde. Estou procurando me empenhar ao máximo nos treinamentos e deixar essa responsabilidade para o professor Levir. Ele é experiente o suficiente para saber qual time colocar em campo", comentou.