• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cielo, Phelps, Lochte e Thiago Pereira serão rivais nesta quinta

Esportes

Cielo, Phelps, Lochte e Thiago Pereira serão rivais nesta quinta

Charlotte - Os dois maiores nomes da natação brasileira e os dois melhores do mundo na atualidade vão brigar pela mesma medalha de ouro, nesta quinta-feira, na etapa de Charlotte (EUA) do Pro Swim, o antigo Grand Prix. Cesar Cielo, Thiago Pereira, Michael Phelps e Ryan Lochte estão entre os 133 inscritos nos 100 metros borboleta, que tem eliminatórias pela manhã e final à noite, pelo horário local.

A competição será a segunda de Michael Phelps desde a volta do maior campeão olímpico de todos os tempos após cumprir suspensão. O norte-americano se aposentou ao fim dos Jogos de Londres, retornou às piscinas no ano passado, participou de duas competições e teve que se afastar. Este ano, competiu só no Pro Swim de Mesa.

Cielo vai nadar os 100 metros borboleta só para aquecer para a final do revezamento 4x100 metros livre, que será à noite, com Marcelo Chierighini, João de Lucca, Matheus Santana e Cielo. "É só para 'sentir' a piscina e ter ritmo de competição para nadar o revezamento." Já Thiago Pereira tem focado na prova e tem o nono melhor tempo entre os inscritos.

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) não informou sobre a participação da seleção em Charlotte, mas a lista de inscritos mostra que o Brasil vai com força máxima. Nos 50m livre, por exemplo, estão inscritos Cielo, Chierighini, Bruno Fratus, João de Lucca e até Felipe Lima. Guilherme Guido completa a equipe.

CIELO - De quinta até domingo, Cielo compete em quatro provas individuais: nos 50m livre, 50m borboleta, 100m livre e 100m borboleta, além do revezamento. "Vou tentar nadar minhas provas individuais o melhor possível. Estou imaginando obter tempos próximos aos que fiz no (Troféu) Maria Lenk. Como eu não estava 100% lá, imagino que não vou nadar muito acima agora também. Vamos ver se nado os 50 livre para 21s50, no sábado."

Sobre o revezamento, Cielo prefere não criar expectativas para o tempo que a equipe brasileira pode fazer. "Será bacana nadarmos juntos para cada um conhecer bem o jeito que o outro nada. Isso será importante na hora das trocas. No Minas (Tênis Clube), sei a braçada de cada um e a velocidade que chega, informações que uso para colocar no giro do braço em cima da baliza. A gente precisa ter esse conforto, meio natural, de saber como fazer, na hora certa."