Fora, Cruzeiro vence o River Plate e sai na frente nas quartas da Libertadores

Esportes

Fora, Cruzeiro vence o River Plate e sai na frente nas quartas da Libertadores

Redação Folha Vitória

Buenos Aires - O Cruzeiro saiu na frente no confronto de quartas de final da Copa Libertadores contra o River Plate. Nesta quinta-feira, o time mineiro derrotou o argentino por 1 a 0, em pleno estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, e tem vantagem para a partida da volta na quarta que vem, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

Com o gol do meia Marquinhos, aos 36 minutos do segundo tempo, o Cruzeiro pode agora empatar com o River Plate, em casa, para avançar às semifinais da competição continental. Se perder por 1 a 0, a decisão da vaga irá para a disputa por pênaltis. Qualquer outra vitória dos argentinos, o time brasileiro estará eliminado.

Em campo, o Cruzeiro não teve medo do River Plate. Não atacou com muita frequência, mas mostrou aos argentinos que não iria ficar só na defesa. Tanto que em cinco minutos criou duas boas chances de gol - uma com o zagueiro Manoel e outro com o meia uruguaio De Arrascaeta. Depois disso, os donos da casa equilibraram as ações e também chegaram à meta de Fábio com algum perigo.

As melhores oportunidades do River Plate aconteceram aos 28 minutos, quando o gol marcado por Vangioni foi bem anulado por impedimento e aos 30, em um chute do atacante colombiano Téo Gutiérrez de primeira que bateu na rede pelo lado de fora.

Na segunda etapa, o panorama da partida não mudou. O River Plate continuou com mais posse de bola e chegava mais vezes ao ataque, mas sem eficiência. O Cruzeiro, de um modo inteligente, tentava ter efetividade quando tinha a bola nos pés e criou boas chances. Uma delas foi aos 18 minutos, quando o chute de Willian só não entrou porque Vangioni tirou em cima da linha.

Em mais uma tentativa de fazer o gol, o técnico Marcelo Gallardo colocou em campo o veterano atacante Cavenaghi e ele quase marcou de cabeça, aos 26 minutos. Dez minutos depois, em uma falha da zaga argentina, saiu o gol do Cruzeiro. Gabriel Xavier recebeu bola na grande área e arriscou na saída de Barovero. O goleiro salvou, mas, no rebote, Marquinhos mandou para a rede.

Até o final, o River Plate foi todo para frente e deu espaços para os contra-ataques cruzeirenses, que não tiveram sucesso. Na defesa, muito segura, as bolas que chegaram foram defendidas por Fábio com tranquilidade.

FICHA TÉCNICA

RIVER PLATE 0 x 1 CRUZEIRO

RIVER PLATE - Barovero; Mammana, Maidana, Funes Mori e Vangioni; Sánchez, Kranevitter, Ponzio (Mayada) e Pity Martínez (Pisculichi); Mora (Cavenaghi) e Teo Gutiérrez. Técnico: Marcelo Gallardo.

CRUZEIRO - Fábio; Mayke, Bruno Rodrigo, Manoel e Mena; Willians, Henrique, Marquinhos, De Arrascaeta (Gabriel Xavier) e Willian (Charles); Leandro Damião (Henrique Dourado). Técnico: Marcelo Oliveira.

GOL - Marquinho, aos 36 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Kranevitter e Ponzio (River Plate); Gabriel Xavier, Mena e Willians (Cruzeiro).

ÁRBITRO - Enrique Osses (Fifa/Chile).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires (Argentina).