Larissa e Talita vão à final de Moscou e largam na frente da corrida olímpica

Esportes

Larissa e Talita vão à final de Moscou e largam na frente da corrida olímpica

Redação Folha Vitória

Moscou - Depois de desempenho quase perfeito no segundo semestre do ano passado, quando acumularam 61 partidas de invencibilidade, Larissa e Talita já largaram na frente na corrida olímpica do Brasil no vôlei de praia. As veteranas venceram duas partidas neste sábado e estão na final do Grand Slam de Moscou (Rússia), que será no domingo, às 11h35 pelo horário de Brasília.

A decisão será contra Madelein Meppelink e Marleen Van Iersel, da Holanda, dupla que chegou a Moscou como oitava cabeça de chave e avançou à final depois de vencer Menegatti/Orsi Toth, da Itália, por 2 sets a 0, com duplo 21/16.

Larissa e Talita precisaram jogar duas vezes neste sábado porque a partida contra as espanholas Liliana/Baquerizo, pelas quartas de final, foi interrompida por uma forte chuva na noite de sexta-feira. Bom para as brasileiras, que haviam perdido o primeiro set.

Pelas regras do vôlei de praia, o jogo começou do zero. Desta vez Larissa e Talita não deram sopa para o azar e venceram sem dificuldades, por 2 a 0, com parciais de 21/15 e 21/16. "A organização fez o certo em adiar para hoje cedo (sábado). Que bom que conseguimos entrar mais concentradas e vencer as espanholas", opina Talita.

Enquanto Larissa comemorava a vitória em uma quadra, sua esposa Lili era derrotada na quadra ao lado. A dupla Lili/Carol Horta, saída do qualifying, foi eliminada por Wang Fan/Yu, da China, com parciais de 21/17 e 21/15. As chinesas evitaram, assim, o segundo confronto entre Larissa e Lili nas três etapas do Circuito Mundial em que ambas se inscreveram desde o retorno de Larissa da aposentadoria.

Com a esposa agora na torcida, Larissa se vingou da dupla da China, novamente em jogo de dois sets, vencendo a semifinal com parciais de 21/13 e 23/21, em partida que durou apenas 35 minutos.

"Nossa estratégia de saque funcionou muito bem no primeiro set, forçando os erros das chinesas. No set seguinte elas conseguiram melhorar a virada de bola, mas novamente o nosso saque quebrou o passe delas e conseguimos essa vaga na final. Estamos muito felizes de começar assim a corrida olímpica, mas queremos buscar esse ouro", conta Larissa.

O torneio em Moscou marca o início da corrida olímpica para as dupla nacionais. Pelo que definiu a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), o ranking vai computar os oito melhores resultados entre os 10 principais torneios do Circuito Mundial, sendo o primeiro deles o Grand Slam de Moscou. A dupla campeã deste ranking vai para a Olimpíada do Rio e a segunda colocada terá prioridade de convocação.

Seja com os 800 pontos dados à dupla campeã, ou os 720 à segunda colocada, Larissa/Talita larga na frente da corrida olímpica. Lili/Carol Horta ganhou 480, contra 360 de Ágatha/Bárbara Seixas, Maria Clara/Carol e Juliana/Maria Elisa.

Maria Clara/Carol, Lili/Carol Horta e Fernanda Berti/Taiana terão que jogar o country cota do Grand Slam de Porec (Croácia), na semana que vem, brigando por uma vaga no quali. As demais duplas femininas brasileiras estão na chave principal.