Lateral do Corinthians nega menosprezo ao Guaraní: 'Aqui nunca existiu soberba'

Esportes

Lateral do Corinthians nega menosprezo ao Guaraní: 'Aqui nunca existiu soberba'

Redação Folha Vitória

São Paulo - O lateral-direito Fagner rebateu as críticas de que o Corinthians menosprezou o Guaraní do Paraguai e que, por isso, teria sido eliminado na Copa Libertadores, na noite de quarta-feira, no Itaquerão. "Aqui nunca existiu soberba", afirmou.

O tema ganhou destaque após as declarações do diretor de futebol, Sérgio Janikian, que disse que o Corinthians recebeu um "presente de Deus" por ter enfrentado o Guaraní nas oitavas de final.

A polêmica declaração do dirigente foi dada antes do primeiro jogo, semana passada, em Assunção. Janikian tentou desmentir sua própria fala, mas imagens gravadas por uma emissora de TV comprovaram o tom das palavras do cartola.

"Não vi a declaração, não posso falar sobre isso", disse Fagner. "Mas logo depois do jogo contra o São Paulo também me perguntaram sobre isso. Eu falei: 'não existe mais jogo fácil'. Essa é a minha opinião."

O jogador ressaltou que agora o momento é de calma. O Corinthians, segundo ele, não pode tomar decisões drásticas por causa de uma eliminação. "Não é por isso que não servem mais três ou quatro jogadores que estão com contrato vencendo. Mas todos, no Brasil, temos essa cultura."

No início da entrevista coletiva do lateral-direito, um único torcedor chegou próximo ao portão de entrada do CT e protestou por causa da eliminação. O torcedor chegou de bicicleta e logo depois foi embora.