Levir avalia derrota do Fluminense como 'normal': 'O jogo foi equilibrado'

Esportes

Levir avalia derrota do Fluminense como 'normal': 'O jogo foi equilibrado'

Em meio a uma partida tão disputada, os detalhes são fundamentais e qualquer erro vira derrota. O Flu falhou em uma jogada de bola aérea, levou o 1º gol e não conseguiu mais se recuperar

Redação Folha Vitória
Técnico minimiza derrota fora de casa Foto: Nelson Perez/FFC

São Paulo - O Fluminense perdeu pela primeira vez no Campeonato Brasileiro ao cair para o Palmeiras por 2 a 0 na noite da última quarta-feira, no Allianz Parque. Mas nada que desespere o técnico Levir Culpi. Pelo contrário, ele tratou com naturalidade o resultado e afirmou que o time carioca poderia ter obtido um placar mais favorável.

"Sinceramente, jogamos contra um time que tem um dos melhores elencos do país. O jogo foi equilibrado. Resultado ruim, mas normal. A impressão é de que eles arrebentaram com a gente. Não foi isso. Houve equilíbrio. Eles só fizeram os gols. O jogo foi definido pela competência nas finalizações. Não tenho certeza, mas acho que nós tivemos mais chances do que o Palmeiras para finalizar. Eles tiveram mais competência. Então, tiveram o mérito da vitória", declarou.

Levir lamentou o excesso de gols perdidos pelo Fluminense, principalmente quando o placar ainda estava em 0 a 0. "Nós tivemos ótimas oportunidades e a bola não entrou. Isso é normal, acontece. A gente criou. O jogo foi muito igual. Não foi muito superior. Nada que possa demonstrar uma ausência de capacidade física. Todo mundo correu legal."

Em meio a uma partida tão disputada, os detalhes são fundamentais e qualquer erro pode significar a derrota. O Fluminense falhou em uma jogada de bola aérea, levou o primeiro gol e não conseguiu mais se recuperar. Este lance, sim, enfureceu o treinador tricolor.

"Me chateou muito. Por mais que se treine, não tem o domínio da situação. É a jogada mais difícil da partida. Nosso time é muito bom, tem jogadores altos e que cabeceiam bem. Estávamos preparados, mas isso deixou a desejar. A nossa bola parada é melhor, mas eles foram mais eficientes", comentou.