Lewis Hamilton lamenta problemas no carro e torce por chuva no GP de Mônaco

Esportes

Lewis Hamilton lamenta problemas no carro e torce por chuva no GP de Mônaco

Redação Folha Vitória

Montecarlo - Após demonstrar um bom ritmo nos treinos até o Q2 deste sábado, Lewis Hamilton teve um problema na pressão de combustível de sua Mercedes e, como teve de ajustar o carro, quase não conseguiu fazer uma volta rápida no Q3. Com o terceiro lugar no grid para o GP de Mônaco, que acontece neste domingo, o britânico lamentou pelo acontecido e afirmou que torce por chuva durante a prova.

"Só fiz uma volta. Quando se pode fazer várias voltas, ajuda, pois vai melhorando. Eu não pude, então não pensava sequer em fazer o terceiro tempo", comentou Hamilton após o qualificatório.

O piloto teve de voltar aos boxes logo no início do Q3 para reparar o carro e perdeu minutos preciosos para a classificação. "Estava acelerando e de repente o carro perdeu potência. Mesmo que eu fizesse ajustes nos botões do volante, não funcionava. Com isso perdi a minha primeira saída, tive de fazer três voltas de aquecimento e quando consegui dar minha volta rápida, não tinha pneus tão frescos. Eu tentei fazer o melhor possível", disse o tricampeão mundial.

Como Montecarlo tem um circuito com poucos pontos de ultrapassagem, e o pole position venceu oito das últimas 10 corridas no local, Hamilton acredita que o treino qualificatório dê o tom para o resultado da prova. Ele acredita que só pode ganhar posições caso algo inesperado aconteça no domingo.

"Hoje (sábado) era crucial, amanhã (domingo) é mais um dia. Espero ir bem, mas ainda há muitas corridas pela frente na temporada. Não espero muito de amanhã. Meu objetivo será passar os carros que tenho à minha frente. Se o carro funcionar, espero brigar com eles. Daniel está em uma posição melhor. Com sorte, se chover será uma prova incrível", ponderou o britânico.

Neste domingo, o australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, fez a sua primeira pole position da carreira. O alemão Nico Rosberg conseguiu o segundo melhor tempo e larga na primeira fila, enquanto que Hamilton e o também alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, formam a segunda.

ROSBERG CAI DIANTE DE RICCIARDO - Após perder a primeira pole do ano no último GP, na Espanha, Rosberg ficou novamente sem a ponta do grid. Após o qualificatório em Mônaco, o alemão parabenizou Ricciardo e assumiu que o australiano esteve inalcançável.

"Fiquei surpreso pelo tempo de Ricciardo na primeira parte do Q3. Eu achei que estava bem com o meu tempo, e ele estava 0s3 melhor que eu. Eu sabia que seria difícil alcançar. Não creio que a pole tenha fugido de mim, ela nunca esteve perto de mim", comentou o líder do Mundial de Pilotos.

Embora tenha elogiado o rival e também sua equipe, Rosberg adiantou que não se pode prever o resultado da corrida de domingo. "A Red Bull fez um ótimo trabalho nas últimas provas, progrediram rápido e agora deram um grande passo com o motor. Eles são competitivos, assim como a Ferrari, mas Mônaco é uma pista única. Então não tomemos conclusões antecipadas", finalizou.