Ceará quer superar a má fase no duelo direto contra a Chapecoense fora de casa

Esportes

Ceará quer superar a má fase no duelo direto contra a Chapecoense fora de casa

Redação Folha Vitória

Nem mesmo a chegada do técnico Jorginho conteve os ânimos exaltados da torcida do Ceará, que já perdeu a paciência com o time. Após a derrota por 1 a 0 para o Grêmio, no último domingo, um grupo de torcedores se reuniu em frente ao vestiário da Arena Castelão, em Fortaleza, para protestar contra os maus resultados do clube no Campeonato Brasileiro. Sob pressão, o time tenta se recuperar nesta quarta-feira, às 21 horas, contra a Chapecoense, na Arena Condá, em Chapecó (SC), e o elenco pode mudar o seu rumo na competição.

De fato a campanha até agora é decepcionante: em sete jogos são quatro derrotas e apenas três empates. O Ceará entra nesta oitava rodada com apenas três pontos e na zona de rebaixamento. O time até garantiu uma vaga nas quartas de final da Copa do Nordeste, mas não foi o suficiente para acalmar a torcida.

O confronto direto contra a Chapecoense é importante para Jorginho tentar melhorar o clima no clube. "Vivemos um momento delicado, onde o importante é passar tranquilidade aos jogadores. Eles precisam reforçar a autoestima e isso vai acontecer com a volta dos resultados positivos", explicou o técnico, esperançoso em uma melhora.

Com o novo treinador vieram também novas diretrizes no clube. O zagueiro Rafael Pereira, o volante Juninho e o atacante Felipe Azevedo, que vinham em baixa com o torcedor, perderam lugar no time titular e nem foram relacionados para a partida. Além disso, Arthur e Naldo ainda estão no departamento médico e não têm condições de jogo.

Por outro lado, é muito provável que o volante Fabinho, recém-contratado do Internacional, esteja à disposição de Jorginho para fazer a sua estreia, mas deve começar no banco de reservas. O time não deve sofrer alterações em relação à última rodada.