• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Com gol de Pikachu, Vasco supera lanterna Paraná e reage no Brasileirão

Esportes

Com gol de Pikachu, Vasco supera lanterna Paraná e reage no Brasileirão

Mesmo com 12 desfalques, o Vasco afastou a crise e encerrou um jejum de três jogos sem vitória no Campeonato Brasileiro ao bater o Paraná, por 1 a 0, no Estádio São Januário, na abertura da oitava rodada. O final da partida foi tenso e cada time teve um jogador expulso.

Ainda com um jogo a menos que os demais - o duelo contra o Santos pela terceira rodada foi adiado -, o Vasco chegou aos 11 pontos e se distanciou da zona de rebaixamento. Já o Paraná voltou a perder depois de dois empates seguidos. O time segue sem vencer e amarga a lanterna, com apenas três pontos.

Mesmo jogando em casa, o Vasco quase foi surpreendido logo no primeiro minuto de jogo. Júnior cruzou e Carlos desviou de cabeça pela linha de fundo. Após o susto, o time da casa passou a ter o controle da posse de bola, mas encontrava dificuldades para sair da forte marcação imposta pelo Paraná. De longa distância, Andrey mandou por cima do gol.

Conforme o tempo ia passando, a torcida vascaína começava a perder a paciência com o time e o Paraná aproveitava para tocar a bola. Aos 30 minutos, Caio Monteiro desviou cruzamento de cabeça e assustou Thiago Rodrigues. Na sequência, Caio Henrique recuou fraco e o goleiro tricolor, pressionado por Ríos, chutou para o lado.

Quando parecia que o primeiro tempo terminaria sem gols, brilhou a estrela de Yago Pikachu. Andrey deu bonito lançamento do campo de defesa e o lateral escapou em velocidade, tirou de Thiago Rodrigues com um toquinho e completou para o gol aberto.

Logo no primeiro lance do segundo tempo, Riascos aproveitou falha de Cleber Reis, desceu em velocidade e tentou o passe de Andrés Ríos na marca do pênalti, mas Neris cortou. Na sequência, o atacante tentou resolver sozinho e bateu por cima do gol. Após um início animador, a partida caiu de ritmo. O Paraná abusava dos lançamentos nas mãos de Fernando Miguel.

Aos 23, Henrique fez boa jogada pelo lado esquerdo e cruzou forte para Andrés Ríos, mas Cleber Reis chegou antes e tirou para escanteio. O Paraná respondeu no contra-ataque. Carlos deixou Léo Itaperuna na cara de Fernando Miguel, que fez grande defesa com as pernas.

Depois foi a vez do Vasco desperdiçar uma boa oportunidade. Aos 32, Neris derrubou Andrés Ríos dentro da área e o árbitro assinalou pênalti. Giovanni Augusto cobrou no canto esquerdo rasteiro e Thiago Rodrigues defendeu. A bola ainda bateu na trave antes de sair para escanteio. Na sequência, Carlos Eduardo caiu após tentar passar por Fernando Miguel, mas o gaúcho Wagner Reway nada marcou, irritando os tricolores.

Já nos minutos finais, a partida ficou tensa e cada time teve um jogador expulso: Moresche no Vasco e Neris no Paraná. No último lance, Cleber Reis soltou a bomba de fora da área e Fernando Miguel espalmou para escanteio.

O Vasco volta a campo no próximo sábado, quando faz o clássico contra o Botafogo, às 19 horas, novamente em São Januário, no Rio de Janeiro. Na segunda-feira, o Paraná recebe o Fluminense, às 20 horas, no Durival de Britto. Os jogos serão válidos pela nona rodada.

FICHA TÉCNICA:

VASCO 1 x 0 PARANÁ

VASCO - Fernando Miguel; Luiz Gustavo, Werley, Ricardo Graça e Henrique; Andrey, Bruno Cosendey (Giovanni Augusto) e Yago Pikachu; Riascos (Ramon), Andrés Ríos e Caio Monteiro (Moresche). Técnico: Zé Ricardo.

PARANÁ - Thiago Rodrigues; Júnior, Neris, Cleber Reis e Mansur; Leandro Vilela, Torito González (Carlos Eduardo), Jhonny Lucas e Caio Henrique (Guilherme Biteco); Silvinho (Léo Itaperuna) e Carlos. Técnico: Rogério Micale.

GOL - Yago Pikachu, aos 43 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Henrique, Ricardo Graça e Andrey (Vasco); Torito González e Jhonny Lucas (Paraná).

CARTÕES VERMELHOS - Moresche (Vasco) e Neris (Paraná).

ÁRBITRO - Leandro Pedro Vuaden (RS).

RENDA - R$ 101.875,00.

PÚBLICO - 4.221 pagantes (4.584 no total).

LOCAL - Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).