Marcos Guilherme chora ao projetar adeus ao São Paulo: 'Já me bateu a tristeza'

Esportes

Marcos Guilherme chora ao projetar adeus ao São Paulo: 'Já me bateu a tristeza'

Redação Folha Vitória

Depois de dar assistência para o gol de Diego Souza na vitória do São Paulo por 3 a 2 sobre o Botafogo, na noite desta quarta-feira, pelo Campeonato Brasileiro, o atacante Marcos Guilherme chorou ao falar de sua provável saída do clube, pelo qual vem atuando por empréstimo após ser contratado junto ao Atlético Paranaense.

"Já me bateu a tristeza. Só tenho mais um jogo para fazer. É triste porque estive aqui na hora da dificuldade e agora que a equipe está bem, posso sair... É complicado", desabafou o jogador na zona mista para entrevistas no Morumbi.

A tendência é a de que ele deixe mesmo o Morumbi. O último jogo a que ele se refere é porque o atleta já fez cinco partidas pelo São Paulo neste Brasileirão e, se quiser atuar por outra equipe da Série A nesta edição da competição, não pode passar de seis com a camisa tricolor.

O São Paulo tentou manter o atleta, mas as negociações com o Atlético-PR não avançaram. O time paranaense pedia um valor considerado nos bastidores do Morumbi como "fora da realidade", ainda que o clube tricolor quisesse continuar com o atacante. O contrato de empréstimo atual vai até o fim de junho.

Até lá, o São Paulo ainda tem mais quatro jogos a fazer: contra Palmeiras, Internacional, o próprio Atlético-PR e o Vitória. O técnico Diego Aguirre confirmou que estuda em qual desses jogos acionará Marcos Guilherme.

"Sim, conto com ele por só mais um jogo e temos que determinar qual será. Não usamos ele no jogo em Belo Horizonte (contra América-MG), mas contra o Botafogo julgamos que era necessário", explicou o comandante. "Ele fez um bom jogo e temos de pensar se ele vai estar no sábado (contra o Palmeiras), terça (diante do Internacional), etc... É uma limitação que temos", lamentou o comandante são-paulino.