Monegasco, Leclerc diz que realizará 'sonho de criança' ao disputar GP de Mônaco

Esportes

Monegasco, Leclerc diz que realizará 'sonho de criança' ao disputar GP de Mônaco

Redação Folha Vitória

Charles Leclerc, de 20 anos, será o primeiro piloto nascido em Mônaco a correr no circuito de Montecarlo na Fórmula 1 desde 1994. O último monegasco que disputou a etapa no principado foi Olivier Baretta, que na época disputou a temporada pela equipe Larrousse. O GP de Mônaco, sexta etapa da temporada, acontece neste domingo, com largada às 10h10 (de Brasília).

"Tenho esperado por este momento desde que sou criança", disse. O piloto da Sauber conhece o traçado como a palma da mão. "Tinha quatro anos quando assisti à primeira corrida em Mônaco. Sonhava em um dia fazer parte disso aqui e finalmente aconteceu", prosseguiu.

Leclerc vive em um apartamento próximo à linha de chegada do circuito de rua do principado e é uma das principais revelações da Fórmula 1 dos últimos anos. O monegasco recebeu elogios do tetracampeão Sebastian Vettel e é cotado para substituir o finlandês Kimi Raikkonen na Ferrari.

Raikkonen tem contrato com a escuderia italiana até o final do ano. Leclerc fez parte da Academia de Jovens Pilotos da Ferrari em 2016, ano em que conquistou o título da Fórmula GP3. Promovido para correr na GP2 em 2017, ele voltou a ser campeão e o novo sucesso impulsionou a sua contratação pela Sauber, que tem seus motores fornecidos pela Ferrari.

Em sua corrida de estreia na atual temporada da Fórmula 1, ele terminou o GP da Austrália em décimo lugar e somou o seu primeiro ponto. Em seguida, amargou decepções ao pagar o preço por erros cometidos nas provas no Bahrein e na China. Reagiu com um expressivo sexto lugar no Azerbaijão e voltou a figurar na zona de pontuação ao fechar o GP da Espanha em décimo.

HOMENAGENS AO PAI E A BIANCHI - Um dos mentores de Leclerc no automobilismo foi o piloto francês Jules Bianchi, que morreu em 2015 quando tinha 25 anos em decorrência das graves lesões cerebrais provocadas pela batida no GP do Japão de 2014. O monegasco pilotou pela primeira vez um kart, com quatro anos de idade, na pista do pai de Bianchi. Os pais dos dois pilotos eram muito próximos.

Herve Leclerc disputou a Fórmula GP3 há 30 anos. O pai do atual piloto da Sauber morreu em junho do ano passado, dias antes da etapa do Azerbaijão da GP2, na qual Leclerc fez a pole e venceu.

Na etapa deste domingo em Mônaco, Leclerc correrá com um capacete que prestará homenagens a Bianchi e a seu pai. "Era nosso sonho correr em Mônaco. E tenho toda certeza que eles estarão me assistindo", postou no Twitter.

Nos treinos livres de quinta-feira, Leclerc fez apenas o 17º melhor tempo. Por isso não há muito expectativa de pontuar neste Grande Prêmio que tem um traçado que não possibilita muitas ultrapassagens.

Os pilotos voltarão à pista no circuito de rua de Montecarlo no sábado, quando ocorrerá a sessão de classificação a partir das 10 horas (de Brasília). A largada para o GP de Mônaco está prevista para as 10h10 de domingo.