• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Seleção feminina supera Polônia e vence a sétima seguida na Liga das Nações

Esportes

Seleção feminina supera Polônia e vence a sétima seguida na Liga das Nações

A seleção brasileira feminina segue em grande fase na Liga das Nações. Nesta quarta-feira, a equipe obteve a sétima vitória consecutiva na competição ao derrotar a Polônia por 3 sets a 0, com parciais de 25/20, 25/20 e 25/23, em 1 hora e 29 minutos, no duelo disputado em Apeldoorn, na Holanda, palco do Grupo 9 da terceira semana da fase de classificação do torneio.

A seleção chegou para a terceira semana da Liga das Nações embalada por uma série de cinco vitórias. Afinal, após perder na sua estreia na competição para a Alemanha, em Barueri, a equipe passou por Japão e Sérvia, ambas na cidade paulista, e Turquia, Argentina e República Dominicana, todas elas em Ancara. E agora nos seus dois primeiros jogos na Holanda, já somou mais dois triunfos, sobre Coreia do Sul e Polônia.

Com estes resultados, a seleção soma 21 pontos em 24 possíveis na competição. E a equipe encerrará a sua participação nesta semana da Liga das Nações contra a Holanda, a seleção anfitriã da chave em Apeldoorn, em duelo marcado para quinta-feira, às 14h30 (horário de Brasília).

Nesta quarta-feira, o técnico José Roberto Guimarães levou a seleção à quadra com Tandara, Bia, Gabi, Amanda, Carol e Roberta, além da líbero Suelen. O treinador voltou a poupar Gabi após o primeiro set, promovendo a entrada de Drussyla. Além disso, Monique, Macris e Rosamaria ganharam chance durante o duelo.

Tandara, mais uma vez, foi o principal destaque do Brasil, com 21 pontos, sete a mais do que Carol, escalada na vaga que vinha sendo de Adenízia, que nem entrou em quadra. Já Malwina Smarzek liderou a seleção polonesa com 18 pontos, enquanto Agnieszka Kakolewska fez dez.

O início do confronto com a Polônia foi equilibrado e com um claro destaque individual, Carol, que fez três dos quatro primeiros pontos do Brasil. A equipe, porém, só conseguiu abrir vantagem no meio do set. O time abriu 14/11 e deslanchou de vez no fim, chegando a liderar por 23/18 o placar, que foi fechado em 25/20 após um saque errado da Polônia.

O segundo set foi bem parecido ao primeiro, com bastante equilíbrio. Já com Drussyla na vaga de Gabi, o Brasil só foi abrir vantagem perto do fim, fazendo 19/16. E a parcial foi fechada com uma china de Carol, para fazer 25/20.

A terceira parcial repetiu o equilíbrio das anteriores. Só que dessa vez as polonesas diminuíram seus erros e conseguiram se manter na cola do Brasil até o fim. Mas um saque errado de Smarzek determinou novo triunfo da equipe de Zé Roberto, dessa vez por 25/23.

Assim, o Brasil assegurou a 15ª vitória consecutiva sobre a Polônia nas principais competições internacionais do vôlei, sendo que o último revés foi há 48 anos, no Mundial de 1970.