Antes de chegar ao ES, jogador cortado detona treinador, e Camarões segue em “pé de guerra”

Esportes

Antes de chegar ao ES, jogador cortado detona treinador, e Camarões segue em “pé de guerra”

Após os atletas ameaçarem greve durante o Mundial, agora foi o zagueiro Jean-Armel que diz não entender o motivo por ter sido cortado da Copa do Mundo

Jean-Armel Kana-Biyik está magoado por ter sido cortado Foto: Divulgação

O clima na seleção de Camarões antes de chegar ao Espírito Santo, onde irá se preparar para a Copa do Mundo, não é nada bom. Após os atletas ameaçarem greve durante o Mundial e o atacante Samuel Eto'o reclamar do número de familiares que os atletas poderão trazer ao Brasil, agora foi o zagueiro Jean-Armel Kana-Biyik quem resolveu esquentar ainda mais a temperatura.

Em entrevista ao site da Fifa, ele detonou o técnico Volker Finke por tê-lo cortado da lista final para a competição.

"Não tenho nenhum respeito por ele (Finke). Se ele não queria me colocar na lista, deveria falar comigo cara a cara e dizer: “Olha, tenho outros jogadores”, ou “não quero você no time”. Eu teria dito: “OK, sem problemas. Mas não, ele não teve nem coragem de me dizer isso na cara!", disparou Kana-Biyik, que ficou sabendo de seu corte da seleção pelo celular.

"Eu vi a notícia na segunda-feira de manhã, depois que chegou um alerta do lequipe.fr (site de esportes francês) no meu celular. Nem mesmo uma mensagem ele (Finke) me enviou! É muito desrespeito", completou o defensor.

Kana-Biyik também afirmou que não sabe o porquê de ter sido cortado, mas abusou da ironia para detonar ainda mais o treinador alemão.

"Deve ser um pouco de tudo. Ele deve ter algum problema pessoal comigo, mas nunca saberei a verdade. Ele tem que saber, porém, que não sou um idiota. Não comecei no futebol ontem, sei como as coisas acontecem. Eu não sou nenhum idiota", afirmou.

Os africanos chegam ao Espírito Santo neste domingo (08), e treinarão no novo Estádio Kleber Andrade. Camarões está no grupo A da Copa do Mundo. Os africanos estreiam contra o México, no dia 13 de junho, em Natal. Depois, pegam a Croácia, em 18 de junho, em Manaus. Por fim, enfrentam o Brasil, em 23 de junho, em Brasília.