Após boa estreia, Sirigu admite que posição é de Buffon

Esportes

Após boa estreia, Sirigu admite que posição é de Buffon

Mangaratiba - O goleiro Sirigu está de bem com a vida por ter substituído Buffon à altura na partida contra a Inglaterra, no último sábado, quando a Itália venceu por 2 a 1 na estreia na Copa. Na tarde desta segunda-feira, ele deu uma entrevista coletiva muito divertida, que fez os jornalistas rirem várias vezes. Para completar, só faltou ter coragem de fazer a imitação do atacante Balotelli, que, segundo corre entre os italianos, é perfeita - do nível das que o sérvio Novak Djokovic faz de seus colegas tenistas.

No começo da entrevista, Sirigu estava sério, dando respostas padrão para perguntas sobre a Costa Rica (próximo adversário da Itália, sexta-feira, no Recife) ou sobre a emoção de ter sido titular na estreia no Mundial. Mas quando teve chance, mostrou sua veia cômica.

"Na concentração, a gente joga muito videogame. Posso dizer tranquilamente que nos jogos de guerra Thiago Motta e eu somos disparado os melhores. No futebol, Cerci, Insigne, Immobile e Verratti sobressaem. E no basquete... Bem, no basquete De Rossi pensa que é bom, mas na verdade não é. Ontem ele perdeu do Perin, que é fraco. E tenho prazer em dizer isso porque, quando ganhou de mim, ficou o dia inteiro me perturbando", contou o goleiro.

No final, o goleiro deixou todos curiosos para ver sua imitação de Balotelli depois do seguinte diálogo com uma jornalista:

- Você pode fazer para a gente a sua famosa imitação do Balotelli?

- (rindo) Não, é melhor não...

- Mas você confirma que o imita muito bem?

- Sim, sou o melhor nisso.

- Quem diz isso é Balotelli?

- Não, sou eu mesmo.

- E você imita mais algum jogador?

- Imito, mas é melhor mudarmos de assunto...

Quando falou sério, Sirigu mostrou humildade para dizer que não tem a menor ilusão de se manter como titular depois que Buffon se recuperar da torção no tornozelo esquerdo (na delegação italiana, acredita-se que ele poderá voltar contra a Costa Rica). "Buffon é o capitão desta equipe e o dono da posição. Não é por eu ter feito uma partida boa que a hierarquia vai mudar. Ele é um símbolo da seleção e precisamos dele em campo por sua personalidade, experiência e liderança", avisou o goleiro.