Força de colegas ajuda Willian a não desabar após erro

Esportes

Força de colegas ajuda Willian a não desabar após erro

Redação Folha Vitória

Belo Horizonte - O meia Willian se valeu da força dos companheiros para não desabar após ter desperdiçado o pênalti que cobrou na decisão deste sábado contra o Chile. Ele ensaiou um choro, mas logo foi consolado por David Luiz e depois por outros jogadores. "Eu estava preparado, bati como sempre faço e como treinei. Vi o goleiro caindo para um lado e joguei no outro, mas exagerei um pouquinho e errei o canto", contou.

No treino de sexta-feira, o último antes da partida, Willian teve um bom índice de aproveitamento na cobrança das penalidades e, por isso, disse que percorreu tranquilo a distância entre o meio do campo do Mineirão e a marca do pênalti. Mas, ao errar, admite que ficou desolado. "Mas logo veio o David e me disse para ficar calmo, pois Deus estava com a gente, iria recompensar o nosso trabalho. E todos me abraçaram e disseram para que eu não me desesperasse que tudo daria certo".

Willian entrou somente no segundo tempo da prorrogação e nos pouco mais de 15 minutos que ficou em campo correu bastante. Mas não conseguiu explorar muito o desgaste dos chilenos, pois os jogadores brasileiros também estavam extenuados e, além disso, os adversários procuraram truncar o jogo.

Para ele, porém, não foi complicado ir a campo em um momento em que todos os outros jogadores estão em um ritmo diferente. "Eu me preparo para entrar a qualquer momento, fico prestando bastante atenção no jogo e isso facilita. Perdi o pênalti porque joguei um pouquinho mais no canto do que deveria. Mas não tem nada a ver com entrar no fim da partida".