Fórmula 1 vai rever punição a Pérez por batida em Massa

Esportes

Fórmula 1 vai rever punição a Pérez por batida em Massa

Redação Folha Vitória

Spielberg - O polêmico acidente envolvendo o brasileiro Felipe Massa e o mexicano Sergio Pérez no GP do Canadá de Fórmula 1, realizado no último dia 8 de junho, ganhou um novo capítulo nesta sexta-feira. A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) anunciou que vai rever a punição aplicada a Pérez, com a perda de cinco posições no grid de largada para o GP da Áustria, que acontecerá neste domingo.

Inicialmente, Pérez foi considerado culpado pelo acidente e, por isso, punido. A Force India, no entanto, não gostou da avaliação dos comissários, disse ter "novos elementos" em sua defesa contra a sanção e pediu que a FIA a revisasse por considerar que o piloto mexicano não teve culpa alguma na batida.

A FIA acatou o pedido e explicou que promoverá um novo julgamento ainda nesta sexta-feira por considerar que a punição foi aplicada sob "circunstâncias excepcionais", já que Pérez precisou ser encaminhado ao hospital logo após o fim da prova e "estava impossibilitado de se comunicar com sua equipe ou atender à audiência".

Massa e Pérez brigavam pela quarta colocação da prova na última volta quando aconteceu o acidente, que tirou ambos da corrida. Após uma primeira avaliação, os comissários da prova consideraram que o piloto da Force India foi o responsável por ter alterado a trajetória do seu carro, fazendo com que o adversário da Williams não conseguisse evitar o choque por trás.

Quando comentou a punição aplicada a Pérez, Massa chegou a dizer que a mesma foi muito branda e que o mexicano foi "perigoso" pela forma com a qual guiou a sua Force India. Ele alegou que deu sorte de não ter se machucado no acidente, no qual os dois pilotos estavam em altíssima velocidade. Pérez, entretanto, até chegou a postar uma sequência de fotos do acidente em sua página em uma rede social para defender que o brasileiro foi o culpado pelo choque violento entre os dois.