'Freguês', Wawrinka supera Federer e vai à semifinal de Roland Garros

Esportes

'Freguês', Wawrinka supera Federer e vai à semifinal de Roland Garros

Redação Folha Vitória

Paris - O suíço Stan Wawrinka entrou em quadra nesta terça-feira para enfrentar seu maior algoz. Em 18 confrontos diante de Roger Federer, havia vencido somente dois. Para piorar, a temporada 2015 não estava das melhores para o número 9 do mundo. Mas ele superou todos os prognósticos adversos, bateu seu compatriota e avançou às semifinais de Roland Garros com uma contundente vitória por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 6/3 e 7/6 (7/4).

Foi apenas a terceira vitória de Wawrinka diante daquele que o próprio tenista já disse admirar por diversas vezes, sendo a segunda desde o ano passado. Os três resultados positivos do tenista, aliás, aconteceram no saibro, piso no qual Federer sabidamente enfrenta mais dificuldades.

Com a derrota, o número 2 do mundo perdeu a chance de lutar por seu segundo título em Roland Garros, número bem inferior às quatro conquistas do Aberto da Austrália, cinco do US Open e sete de Wimbledon que tem no currículo. Wawrinka, por sua vez, tenta o primeiro troféu em Paris e o segundo em um Grand Slam - venceu o Aberto da Austrália no ano passado.

Se o favoritismo estava todo do lado de Federer, cabeça de chave número 2 do torneio, Wawrinka exibiu um tênis agressivo, com sua costumeira potência de direita, para desestabilizar o suíço. E o oitavo cabeça de chave teve sucesso neste objetivo, ao vencer seu grande algoz em somente 2h09min.

Wawrinka faturou 88% dos pontos em que acertou o primeiro serviço, contra 68% de Federer. Além disso, disparou 43 winners, 15 a mais que o rival, e conseguiu três quebras ao longo da partida, enquanto o número 2 do mundo não venceu sequer um game no saque do adversário.

Agora, Wawrinka vai embalado para as semifinais, na qual terá pela frente o vencedor do confronto entre o japonês Kei Nishikori e o francês Jo-Wilfried Tsonga. Do outro lado da chave, os confrontos de quartas de final são: Novak Djokovic x Rafael Nadal e Andy Murray x David Ferrer.