Ganso retorna aos treinos e Ceni é poupado no São Paulo

Esportes

Ganso retorna aos treinos e Ceni é poupado no São Paulo

Redação Folha Vitória

São Paulo - O São Paulo se reapresentou nesta terça-feira no CT da Barra Funda após dois dias de folga e treinou com a presença de Paulo Henrique Ganso. O meia foi desfalque no último sábado, contra a Chapecoense, e participou normalmente da atividade, pois já está recuperado de um problema no adutor na coxa direita. Enquanto isso, o goleiro Rogério Ceni teve uma mialgia na coxa direita e foi poupado do trabalho.

Ganso acabou sendo baixa de última hora para a partida no interior de Santa Catarina e obrigou o técnico Juan Carlos Osorio a repensar a formação. O colombiano optou por Michel Bastos na função de armador e mudou o posicionamento do meio-de-campo. Rogério Ceni participou normalmente da partida, que terminou com a vitória do São Paulo por 1 a 0, e passou a manhã desta terça-feira em trabalhos na academia. A lesão não deve tirar o jogador das partidas seguintes da equipe.

Osorio comandou um treino em campo reduzido com a presença de todos os jogadores. O time vai treinar em dois períodos nesta terça-feira e tem como próximo compromisso o jogo contra o Avaí, domingo, no Morumbi, quando vai defender a liderança do Campeonato Brasileiro. Na atividade os titulares e reservas foram misturados e divididos em duas equipes, em trabalho com foco na movimentação e passes de primeira.

Alexandre Pato também integrou o trabalho, apesar da pendência na Justiça que pode o tirar do clube ainda nesta semana. O atacante, que está no São Paulo por empréstimo, pede a rescisão do contrato com o Corinthians por atraso no pagamento de dez meses dos direitos de imagem e também exigia o acerto da equipe do Morumbi, que segundo o jogador o devia três meses. Os dois clubes alegam ter quitado as pendências, mas até a próxima quinta-feira a juíza Maria Alice Kluwe deve dar um parecer sobre o caso.

Como o contrato do jogador com o São Paulo é acessório ao vínculo com o Corinthians, caso a rescisão seja determinada pela Justiça, o atacante também estará fora da equipe. Em entrevista ao BandSports, nesta segunda-feira, o presidente do clube do Morumbi, Carlos Miguel Aidar, afirmou que Pato recebeu sondagens de clubes italianos.