Larry troca Bauru por Mogi e Guerrinha lamenta: 'Perdi um dos meus filhos'

Esportes

Larry troca Bauru por Mogi e Guerrinha lamenta: 'Perdi um dos meus filhos'

Redação Folha Vitória

Bauru - Principal símbolo da equipe do Bauru, vice-campeã do Novo Basquete Brasil (NBB) nesta temporada, o armador Larry Taylor, da seleção brasileira, deixou o clube depois de sete anos. Ele optou por não ficar para a disputa da Copa Intercontinental, contra o Real Madrid, pedindo para ter seu contrato rescindido. Nascido nos Estados Unidos, fechou com o Mogi para se juntar ao compatriota Shamell, seu amigo pessoal, e a quem venceu na semifinal do NBB.

A decisão surpreendeu ao técnico Guerrinha, que postou uma mensagem para Larry nas redes socais. "Lembrei daquele primeiro dia seu em Bauru quando te levei para jantar e falar do nosso projeto. Eu ainda era tudo no time (de roupeiro a gestor). E como grande sonhador eu te falava: 'Estamos começando pequeno, mas certinho, e ainda vamos crescer e ser grandes'. Conseguimos, cara! Tem uma final de Mundial aí contra o Real Madrid."

Larry foi o único atleta a jogar todas as sete edições do NBB por Bauru, que este ano investiu no elenco e foi vice-campeão, perdendo do Flamengo. O armador, que se naturalizou brasileiro a tempo de jogar a Olimpíada de Londres, em 2012, deixa a equipe do interior paulista órfã.

"Quando você me pediu pra ir embora, falei: 'Não! Não pode ser! Depois de tudo que ralamos, com um Mundial aí na frente para premiar toda essa entrega'. Mas para te falar a verdade, ainda não aceitei o seu pedido dentro do meu coração. Acho que é mentira, que você está brincando. Como os jogadores falam, você e Gui (Deodato) são meus filhos. Perdi hoje um dos meus filhos, mas como pai de outros três, sei que criamos os filhos para o mundo e não pra nós. Seja feliz onde você estiver, por quê você é um ser humano de outro mundo." Larry é chamado de 'Alienígena' pela torcida. O armador está convocado para defender o Brasil no Pan de Toronto.