Levir vê empate 'normal' para o Fluminense e lamenta gol em jogada de bola parada

Esportes

Levir vê empate 'normal' para o Fluminense e lamenta gol em jogada de bola parada

Redação Folha Vitória

Belo Horizonte - O técnico Levir Culpi avaliou que o Fluminense poderia ter conquistado um resultado melhor diante do Atlético Mineiro por ter criado as principais chances de gol, mas evitou lamentar o empate por 1 a 1 após o jogo de quarta-feira, no Independência, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.

"Nunca deixamos de atacar. Em determinados momentos o Atlético também teve chances. Mas nós tivemos as melhores oportunidades para marcar. Foi um jogo interessante, um resultado normal aqui no Independência", disse Levir, que reencontrou pela primeira vez o Atlético-MG após deixar o comando da equipe no fim do ano passado.

Sempre bem-humorado, o treinador ironizou a influência do seu conhecimento sobre o adversário na partida de quarta-feira. "Influenciou negativamente. Falei para ter cuidado com o Tiago, que cabeceia bem, mas não deu. Ele foi lá e marcou o gol", afirmou.

O gol do Atlético-MG, aliás, saiu em um jogada de bola parada, em cobrança de falta de Patric para Tiago marcar de cabeça. Levir reconheceu que o Fluminense precisa melhorar seu desempenho defensivo nesse tipo de lance.

"Me preocupa e vai me preocupar até o final da minha carreira. A bola parada nunca vai deixar de ser perigosa. É uma questão da física. dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço. É 50%, uma das jogadas mais difíceis de marcar", comentou.

Agora com oito pontos, o Fluminense ocupa o sexto lugar no Brasileirão. O time voltará a jogar no próximo sábado, quando terá pela frente a Chapecoense na Arena Condá.