Atlético-PR vai ao Independência em busca da primeira vitória no Brasileirão

Esportes

Atlético-PR vai ao Independência em busca da primeira vitória no Brasileirão

Redação Folha Vitória

Curitiba - O Atlético Paranaense conta com a má fase de seu xará mineiro para tentar a primeira vitória no Campeonato Brasileiro. Se está na lanterna da competição, o time de Curitiba terá pela frente um Atlético Mineiro também em baixa e pode usar a pressão da torcida adversária, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela sétima rodada, a seu favor nesta quarta-feira, às 19h30.

A ordem no Atlético Paranaense é esquecer o péssimo desempenho das primeiras seis rodadas. São somente dois pontos até o momento, retrospecto que coloca a equipe na 20.ª e última colocação, e nem mais a força da Arena da Baixada, em Curitiba, parece ajudar os paranaenses, que conquistaram somente um ponto em casa.

Desde que assumiu a equipe, o técnico Eduardo Baptista venceu somente uma vez em cinco jogos, mas pela Copa do Brasil. Ele continua em busca da melhor formação para a equipe, que não convence tanto defensiva quanto ofensivamente. O ataque é o terceiro pior do Brasileirão, com apenas quatro gols marcados, enquanto que a defesa é a segunda pior, com 13 gols sofridos, e seguirá nesta quarta-feira sem o goleiro Weverton, que estava com a seleção brasileira.

Mas é mesmo o setor ofensivo que mais preocupa Eduardo Baptista. Nos quatro jogos da equipe que comandou no Brasileirão, o Atlético Paranaense marcou somente dois gols. Por isso, a dúvida em relação ao centroavante para esta quarta-feira. Douglas Coutinho, Grafite e Eduardo da Silva lutam pela vaga, mas nenhum dos três vem convencendo.

O experiente meio-campista Lucho González falou sobre o desempenho ofensivo e considerou que o time apresentou evolução na derrota do último domingo para o Santos, em plena Arena da Baixada, por 2 a 0. "Seria mais preocupante se a gente não criasse situações de gol, não dominasse o jogo, mas no domingo fomos superiores", avaliou o argentino.

A situação do Atlético Paranaense só não é pior porque a equipe garantiu vaga nas oitavas de final da Copa Libertadores e está nas quartas de final da Copa do Brasil. Mas os próprios jogadores e Eduardo Baptista já admitiram que a reação no Brasileirão precisa acontecer rapidamente, antes que seja tarde demais.