• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Chapecoense sofre para pousar e enfrenta viagem de oito horas até Chapecó

Esportes

Chapecoense sofre para pousar e enfrenta viagem de oito horas até Chapecó

Chapecó - Vivendo boa fase dentro de campo, a Chapecoense sofre com problemas para conseguir retornar a Chapecó. Após vencer o Cruzeiro no último domingo, em Belo Horizonte, o avião com a delegação arremeteu na pista e não conseguiu pousar em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul. Com isso, desceu em Porto Alegre por volta das 14h desta terça-feira e seguiu viagem até o Oeste de Santa Catarina de ônibus, com percurso previsto para oito horas de duração.

O planejamento inicial da diretoria consistia em voar da capital mineira para Campinas, e de lá pegar um voo até Chapecó na segunda-feira. Por conta do mau tempo na cidade catarinense, o voo foi cancelado, uma vez que o aeroporto estava fechado.

A decisão então foi de dormir em Itu e ir para Chapecó nesta terça-feira, mas, como o tempo permaneceu instável, novamente não foi possível. Já em Porto Alegre, o time agora encara uma viagem de 450km para, enfim, chegar em casa.

Sem treinar desde sábado (dia anterior ao jogo contra o Cruzeiro), a equipe dirigida por Vagner Mancini tem partida marcada diante do Grêmio na quarta-feira às 21h45, na Arena Condá. O adversário, porém, também sofre com as condições do tempo em Chapecó. Sem conseguir fazer a viagem até a cidade por conta das condições meteorológicas, os gaúchos são a favor do adiamento do duelo, desejo que não é compartilhado pela Chapecoense.

O time de Renato Gaúcho teria como opção também realizar o trajeto de ônibus, mas não quer pelas condições consideradas ruins da rodovia. O pensamento ganhou força depois de um acidente na estrada com um veículo que carregava quatro funcionários do clube, mas que não deixou feridos. Decidido a fazer o deslocamento apenas de avião, o Grêmio já solicitou para a CBF o adiamento do confronto.