Lesão não regride e Wellington segue como desfalque do Fluminense

Esportes

Lesão não regride e Wellington segue como desfalque do Fluminense

Redação Folha Vitória

Rio - Não será neste fim de semana que o atacante Wellington voltará a vestir a camisa do Fluminense. O clube carioca informou nesta sexta-feira que o problema no púbis que vem o tirando dos gramados nas últimas semanas não regrediu e, por isso, ele seguirá afastado por tempo indeterminado.

De acordo com boletim médico divulgado pelo Fluminense, a inflamação de Wellington não teve a melhora esperada. Por isso, ele não terá condições de reforçar a equipe para a partida diante do Vitória, sábado, em casa, pelo Campeonato Brasileiro. Richarlison e Henrique Dourado seguem formando a dupla de ataque da equipe.

Quem também virou desfalque foi o volante Pierre. Já com pouco espaço no elenco, graças à ascensão de nomes como Orejuela e Wendel, o veterano volante de 35 anos vinha reclamando de dores no tornozelo esquerdo e teve diagnosticada uma lesão no local. Por isso, precisará ser submetido a uma artroscopia nos próximos dias.

O zagueiro Gum, por sua vez, já foi submetido a uma nova cirurgia no pé direito e, por isso, vai continuar longe dos gramados por tempo indeterminado. Ele havia operado o mesmo local em janeiro, graças a uma fratura. Desde então, vinha treinando e trabalhando na recuperação, mas uma nova fratura, no mesmo pé, fez com que o zagueiro fosse submetido a outro processo cirúrgico.

A nova lesão de Gum escancara o problema defensivo do Fluminense, que perdeu também esta semana o zagueiro Renato Chaves. Sem eles, o técnico Abel Braga tem apenas Henrique e três jovens formados na base do Fluminense como opção para a posição: Nogueira, Reginaldo e Frazan.