• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Egito vive expectativa de ter Salah em campo contra o Uruguai

FOLHA NA COPA

Esportes

Egito vive expectativa de ter Salah em campo contra o Uruguai

O atacante treinou com o elenco nos últimos dias e há boas chances dele estar em campo, o que animou o treinador da equipe, o argentino Hector Cúper.

Eugenio Goussinsky, do R7

Mais do que a tradição uruguaia, o maior destaque na estreia de Egito e Uruguai pelo grupo A, nesta Copa do Mundo de 2018, sexta-feira (15), às 9h, no Estádio Central, em Ecaterimburgo, é a expectativa pela presença do craque egípcio Mohammed Salah, astro do Liverpool, em campo.

O jogador, que se tornou um ícone em seu país, foi considerado um dos melhores da Europa e o melhor da Premier League na última temporada e recupera-se de uma contusão no ombro, após jogada com Sergio Ramos, do Real Madrid, que o tirou da final da Champions League no último dia 26.

Acesse o caderno especial 'Folha na Copa'

Somente a presença dele elevou a seleção egípcia, que participará apenas de sua terceira Copa do Mundo, à condição de uma das atrações do evento.

O atacante treinou com o elenco nos últimos dias e há boas chances dele estar em campo, o que animou o treinador da equipe, o argentino Hector Cúper.

O debate em torno da participação do jogador, por outro lado, é considerado positivo pelo experiente treinador uruguaio Oscar Tabarez, já que tira um pouco do peso sobre a sua seleção, que foi desclassificado nas oitavas de final do último Mundial, e o coloca sobre uma equipe sem tanta tradição, considerada no momento uma potencial emergente no cenário futebolístico.

Os uruguaios contarão com o retorno do atacante Luis Suárez a uma Copa do Mundo, após o jogador ter sido suspenso em 2014, quando, no jogo contra a Itália, mordeu o zagueiro Chielini e ficou de fora das oitavas de final, quando, abalado, foi derrotado pela Colômbia.

Na partida desta sexta-feira, uma das esperanças dos uruguaios é a presença do meia Giorgian de Arrascaeta, do Cruzeiro, que ganhou a posição nos últimos meses e, extremamente criativo, é um jogador importante para acionar os atacantes Suárez e Cavani.

Tanto Egito, que evoluiu nos últimos anos, e Uruguai, neste momento, buscam a vitória ainda mais pressionados, já que outro concorrente que não era visto como favorito, a Rússia, teve grande atuação contra a Arábia Saudita, na vitória por 5 x 0. Os russos se tornaram uma nova preocupação para os adversários na luta pelas duas vagas no grupo.