• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Emocionado, Nadal diz que ganhar Roland Garros pela 11ª vez 'é mais que um sonho'

Esportes

Emocionado, Nadal diz que ganhar Roland Garros pela 11ª vez 'é mais que um sonho'

Emocionado após a vitória sobre o austríaco Dominic Thiem, que lhe garantiu o 11.º troféu de Roland Garros, Rafael Nadal disse que ganhar o torneio pela 11.ª vez é "mais que um sonho". O espanhol número 1 do mundo manteve a sua supremacia no saibro de Paris com a vitória por 3 sets a 0 sobre o jovem tenista da Áustria.

"É impossível pensar em algo assim", disse Rafael Nadal, após a partida, tentando conter o choro. "Essa torcida e atmosfera são inigualáveis. Os torcedores da França sabem torcer como poucos. Aguardo todo ano por esse momento. É o melhor torneio do mundo", completou.

Finalista pela primeira vez de um Grand Slam, Dominic Thiem não poupou elogios ao campeão deste domingo, que alcançou a sua 87.ª vitória no torneio francês. "É maravilhoso. O que você (Rafael Nadal) está fazendo é a coisa mais excepcional que um atleta pode alcançar no esporte", afirmou o tenista de 24 anos, que venceu o espanhol duas vezes nos últimos dois anos - uma em cada temporada, sendo o único a batê-lo no saibro em 2018.

"Você é um grande jogador, continue assim que estou certo de que vai ganhar aqui também", respondeu Rafael Nadal, vencedor de oito dos últimos 10 torneios disputados na sua superfície favorita, o que lhe rendeu o apelido de "Rei do Saibro".

Com outra ótima exibição de tênis no saibro, Rafael Nadal aumentou o seu recorde de títulos em Roland Garros. Nenhum outro tenista da história conquistou 11 troféus no mesmo Grand Slam no masculino - no feminino, a australiana Margaret Court venceu 11 vezes no Aberto da Austrália. No geral, o espanhol chegou ao 17.º título de Slam, aproximando-se novamente do recordista Roger Federer - o suíço ostenta 20.

O recorde de títulos em Roland Garros já era de Rafael Nadal antes mesmo do triunfo sobre Dominic Thiem. O espanhol tem cinco conquistas a mais que o sueco Björn Borg, segundo tenista que mais venceu em Paris. Antes da Era Aberta - período anterior a 1968, quando o esporte foi profissionalizado - quem mais se aproxima do atual número 1 do mundo é o francês Max Decugis, que tem nove troféus.