Leist diz que não se machucou em incêndio em corrida da Indy no Texas

Esportes

Leist diz que não se machucou em incêndio em corrida da Indy no Texas

Redação Folha Vitória

O piloto Matheus Leist levou um susto na etapa do Texas da Fórmula Indy, disputada na noite deste sábado, nos Estados Unidos. O gaúcho de 19 anos, competidor mais jovem no grid da categoria, foi surpreendido com um incêndio no carro, o que o obrigou a abandonar a prova na oitava volta e se apressar a deixar o cockpit.

Após a corrida, ele revelou que não chegou a se machucar no acidente. "Vinha sendo uma boa corrida para a nossa equipe, com boas ultrapassagens e ritmo de prova forte. Mas, de repente, senti a perda de potência na saída da curva 1. Percebi que alguma coisa quebrou e logo depois vi pelo retrovisor que o carro estava pegando fogo", o piloto da AJ Foyt.

"Fiz de tudo para parar o mais rápido possível e evitar um acidente com quem vinha atrás. Assim que parei, consegui soltar o cinto de segurança e desplugar todos os itens para sair imediatamente do carro."

A prova foi vencida pelo neozelandês Scott Dixon, que se tornou o terceiro piloto com mais vitórias na história da Fórmula Indy, com 43 vitórias, atrás apenas dos norte-americanos AJ Foyt, com 67, e Mario Andretti, com 52. Já Leist pensa na próxima corrida para se recuperar do abandono no sábado.

"Foi uma pena que a gente não conseguiu completar a corrida, porque havia uma grande expectativa depois do bom desempenho em Indianápolis, por autódromo no Texas ser um super 'speedway', um circuito rápido. Mas no automobilismo é assim mesmo, agora é focar na próxima etapa, em Road America, onde esperamos também estar competitivos", projetou.

Após nove provas, Dixon lidera o Mundial de Pilotos com 357 pontos, 23 a mais do que o norte-americano Alexander Rossi - entre os brasileiros fixos no grid deste ano, Tony Kanaan é o 14° na classificação, com 157 pontos, enquanto Leist é o 19º, com 133. A próxima etapa do calendário, em Elkhart Lake, nos Estados Unidos, vai ser disputada no dia 24.