Fora, Atlético-MG bate Lanús e sai na frente na Recopa

Esportes

Fora, Atlético-MG bate Lanús e sai na frente na Recopa

Para conquistar a taça da Recopa a equipe jogará agora pelo empate na próxima quarta, no jogo da volta marcado para o estádio do Mineirão, em Belo Horizonte

Redação Folha Vitória
O Atlético-MG joga pelo empate para conquistar a taça Foto: R7

Buenos Aires - Na luta por mais um título internacional, o Atlético Mineiro conseguiu um importante resultado nesta quarta-feira ao derrotar o Lanús por 1 a 0, no estádio La Fortaleza, em Buenos Aires, na primeira partida da final da Recopa Sul-Americana. Para conquistar a taça, jogará agora pelo empate na próxima quarta, no jogo da volta marcado para o estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.

No duelo entre o atual campeão da Copa Libertadores contra o vencedor da Copa Sul-Americana, o Atlético tenta manter uma hegemonia brasileira, já que as três últimas conquistas foram do Internacional, em 2011, do Santos, em 2012, e do Corinthians, em 2013.

Assim como acontece em finais de Libertadores e Sul-Americana, não há vantagem para o Atlético por ter marcado um gol fora de casa. Caso o Lanús vença em Belo Horizonte por um gol de diferença, a decisão do título irá para a disputa por pênaltis.

Em campo, Lanús e Atlético começaram a partida a mil por hora. Com muita movimentação, as duas equipes criaram boas chances de gols nos primeiros 15 minutos - a melhor atleticana foi com Ronaldinho Gaúcho. Parecia que o jogo seria uma dos melhores dos últimos tempos, mas ficou só na impressão. A partir dos 20, o duelo esfriou e mais pegado no meio de campo. A consequência disso foi um número maior de faltas e pouca coisa de interessante até o intervalo.

Para o segundo tempo, o técnico Levir Culpi apostou nas entradas de Guilherme e Jô nos lugares de Ronaldinho Gaúcho e André, respectivamente, e deu certo. Com os dois, o Atlético teve mais agilidade no ataque e passou a levar perigo especialmente pelo lado esquerdo com o centroavante e Diego Tardelli.

Até os 20 minutos, o time brasileiro teve duas boas chances com Jô e só passou por um pequeno perigo em uma cobrança de falta de Velázquez. Foi aí que o Atlético conseguiu uma rápida jogada iniciada em um lateral pela direita e surpreendeu o Lanús. A bola foi girada rapidamente para a esquerda ao encontro de Diego Tardelli, que chutou forte e rasteiro, de dentro da área, no canto direito de Marchesín para abrir o placar.

Com a vantagem no placar, o Atlético resolveu segurar mais a partida. Tentou ficar mais tempo com a posse da bola e evitar uma pressão argentina. A tática deu certo e, com um jogo mais amarrado no meio de campo, o time brasileiro só foi ser ameaçado em um chute de fora da área de Araujo, que Victor espalmou para escanteio, já aos 45 minutos.

FICHA TÉCNICA

LANÚS 0 x 1 ATLÉTICO-MG

LANÚS - Marchesín; Araujo, Gómez, Braghieri e Velázquez; González, Somoza e Ayala (Ortiz); Melano (Acosta), Santiago Silva e Benítez (Alejandro Silva). Técnico: Guillermo Barros Schelotto.

ATLÉTICO-MG - Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Emerson Conceição; Pierre, Leandro Donizete, Maicosuel, Ronaldinho Gaúcho (Guilherme) e Diego Tardelli; André (Jô). Técnico: Levir Culpi.

GOL - Diego Tardelli, aos 20 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Velázquez, Benítez, Araujo e Gómez (Lanús); Pierre, Guilherme e Emerson Conceição (Atlético-MG).

ÁRBITRO - Antonio Arias (Fifa/Paraguai).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio La Fortaleza, em Buenos Aires (Argentina).