Levir exalta vitória, mas critica ataque do Atlético-MG

Esportes

Levir exalta vitória, mas critica ataque do Atlético-MG

Redação Folha Vitória

Buenos Aires - O técnico Levir Culpi não escondeu a sua satisfação com o fato de que o Atlético Mineiro venceu o Lanús por 1 a 0, na noite desta quarta-feira, em Buenos Aires, no jogo de ida da final da Recopa Sul-Americana. Porém, não deixou de criticar o desempenho ofensivo da sua equipe, que desperdiçou oportunidades de gol que poderiam ter deixado o time em uma situação ainda mais confortável para o confronto de volta, na próxima quarta, no Mineirão.

"Finalizamos com correção, o gol (de Diego Tardelli) foi bonito, mas faltou a bola entrar. A gente poderia ter feito dois ou três gols, mas fica a lição para o próximo jogo, onde também vamos ter situações de gol", ressaltou o comandante, que apontou o vigor físico exibido pelos jogadores como determinante para o triunfo.

"Houve muito empenho de todos na parte física e isso facilitou muito resultado. Foi um jogo de muita disputa física e combate forte no meio, mas conseguimos nos sair melhor no segundo tempo e poderíamos até sair com um placar melhor. Foi o primeiro tempo da decisão, vencemos por 1 a 0 e, agora, o segundo tempo será no Mineirão", completou.

O garoto Jemerson, que acabou herdando um lugar na equipe titular por causa das lesões do reserva Edcarlos e do titular Réver, também teve o seu desempenho como zagueiro elogiado pelo treinador no confronto. "Ele se portou muito bem, teve pequenos erros naturais de um jogador que está iniciando, mas, diante do grau de dificuldade da partida, demonstrou que será um jogador importante para a gente na sequência da temporada", enfatizou.

Os jogadores da equipe, por sua vez, destacaram o peso de o Atlético ter conquistado uma vantagem no confronto de ida da decisão. "Foi uma vitória importantíssima. A gente se preparou alguns dias em solo argentino e isso foi muito bom, o tipo de gramado, o clima e a seriedade, graças a Deus, pude contribuir da forma que eu esperava", disse o atacante Guilherme.

O goleiro Victor foi outro que festejou o resultado, mas conteve a euforia ao lembrar que o time não deve se iludir com o fato de que pode empatar na partida de volta para ficar com o título. "O mais importante foi a vitória e termos levado a decisão para o Mineirão com uma vantagem. A gente poderia ter saído com um placar melhor, mas jogar aqui, na Argentina, e sair com 1 a 0, está muito bom. É uma vantagem importante, mas que não garante o título. Temos que manter a mesma seriedade e não podemos nos acomodar porque sabemos que os times argentinos jogam muito bem fora de casa", afirmou.