Larissa/Talita e Fer Berti/Taiana vão à semifinal em Gstaad

Esportes

Larissa/Talita e Fer Berti/Taiana vão à semifinal em Gstaad

Redação Folha Vitória

Gstaad - O Brasil tem duas duplas nas semifinais do Grand Slam de Gstaad, etapa suíça do Circuito Mundial de Vôlei de Praia. Em um dia em que foram disputadas três rodadas da chave feminina, Larissa/Talita e Fernanda Berti/Taiana se mantiveram invictas e chegaram à semifinal, cada uma em uma chave. Juliana/Maria Elisa e Ágatha/Bárbara Seixas perderam e evitaram uma semifinal 100% nacional.

Larissa/Talita é 'oito ou oitenta'. Ou melhor, um ou nove. Desde que a dupla foi formada, elas sempre ficaram ou na primeira colocação (são seis títulos no Circuito Mundial) ou acabaram eliminadas nas oitavas de final (foram quatro eventos no nono lugar, inclusive o Mundial). Em Gstaad, pelo menos a quarta colocação elas garantiram.

Ainda sem perder sets, chegaram à semifinal com duas vitórias nesta sexta-feira. As veteranas atropelaram as alemãs Bieneck/Grossner (21/15 e 21/17) e as australianas Bawden/Clancy (21/14 e 21/19). Na semifinal, sábado, vão enfrentar as canadenses Bansley/Pavan.

O time do Canadá foi responsável pela eliminação de Juliana/Maria Elisa, medalhista de bronze no Mundial. As brasileiras abriram o dia ganhando das norte-americanas Day/Kessy por 2 a 0 (21/18 e 21/19), mas depois perderam de Bansley/Pavan também por 2 a 0 (21/14 e 22/20).

A outra semifinal também tem Brasil porque Fernanda Berti e Taiana viraram sobre as alemãs Ludwig/Walkenhorst, vencendo por 2 a 1 (12/21, 21/17 e 15/11). Medalhistas de prata no Mundial, as brasileiras vivem de altos e baixos. Perderam no country-cota ou no quali dos três primeiros grandes eventos da temporada. Depois, chegaram à semifinal dos outros três. Nesta sexta, elas haviam aberto o dia vencendo Liliana/Baquerizo, da Espanha, por 2 a 0 (21/14 e 21/18).

As adversárias de Fer Berti/Taiana serão as norte-americanas Walsh/Ross. O time da tricampeã olímpica eliminou as brasileiras campeãs mundiais Ágatha/Bárbara Seixas em jogo de dois sets, com parciais de 21/17 e 21/18. Antes, as brasileiras haviam precisado do terceiro set (22/24, 21/9 e 15/8) para ganhar de Schwaiger/Hansel, da Áustria.

Maria Clara e Carol também pararam no mais forte time norte-americano. As irmãs cariocas começaram o dia na repescagem, ganhando de 2 a 0 (21/16 e 21/18) de Forrer/Vergé-Dépré (Suíça), mas perderam para suas amigas americanas por 2 a 1 (21/17, 17/21 e 15/11).

MASCULINO - Entre os homens, a quinta-feira em Gstaad teve apenas os jogos da última rodada da fase de grupos. Ricardo e Emanuel venceram os espanhóis Herrera/Gavira por 2 sets a 0 (21/18 e 21/16) e avançaram invictos às oitavas de final.

Campeões mundiais, Alison e Bruno Schmidt foram surpreendidos por Fijalek/Prudel, da Polônia, perdendo por 2 a 0, com duplo 21/18. Por isso, vão ter que jogar a repescagem. Já Evandro e Pedro Solberg sofreram a segunda derrota na fase de grupos, para os alemães Walkenhorst/Windscheif, por 2 a 1 (18/21, 22/20 e 15/13). Em terceiro na chave, também foram para a respecagem.

O sábado reserva três rodadas da chave masculina: repescagem, oitavas e quartas de final, com semifinal e final no domingo. O Brasil só tem três times em Gstaad porque Álvaro Filho/Vitor Felipe está em Toronto para a disputa dos Jogos Pan-Americanos.