Líder da Volta da França abandona após sofrer fratura em acidente

Esportes

Líder da Volta da França abandona após sofrer fratura em acidente

Redação Folha Vitória

Le Havre - A Volta da França perdeu nesta quinta-feira o seu líder. O alemão Tony Martin até conseguiu concluir a sexta etapa da mais tradicional prova do ciclismo mundial, mas momentos depois, o chefe da Etixx, a sua equipe, anunciou que ele abandonou a disputa por ter fraturado a clavícula em razão de um acidente que se envolveu.

O checo Zdenek Stybar acabou sendo o vencedor da sexta etapa, que acabou mesmo ficando marcada pelo acidente com Tony Martin e que envolveu vários outros ciclistas, incluindo o italiano Vincenzo Nibali, o atual campeão da Volta da França.

Faltando 900 metros para o final da disputa da etapa, Tony Martin perdeu o controle da sua bicicleta e acabou vários outros competidores, incluindo Nibali e o colombiano Nairo Quintana. "Nem sequer posso lembrar o que aconteceu. Assim é a Volta da França. A sorte e o azar se dão as mãos", comentou Martin, antes do anúncio do seu abandono.

No meio da confusão, Stybar acelerou até a meta, completando a disputa entre as cidades de Abbevile e Le Havre, com um percurso total de 191,5 quilômetros em 4h53min46. O checo, aliás, parece não ter dado conta da confusão e se mostrou surpreso de não ter ninguém por perto quando olhou para trás, tentando ver se havia alguém por perto, no momento de cruzar a linha de chegada.

O eslovaco Peter Sagan, que busca ganhar pela quarta vez consecutiva a camiseta verde, destinada ao melhor velocista da Volta da França, chegou a dois segundos do vencedor, na segunda colocação. Nibali se levantou e completou a etapa, assim como Quintana, mesmo que gotejasse sangue da sua mão.

Em um primeiro momento, Tony Martin manteve a liderança da Volta da França, pois o acidente ocorreu dentro dos últimos três quilômetros da etapa, a cuja altura os que caem ficam com o mesmo tempo dos que cruzam a linha de chegada junto ao pelotão principal.

Assim, Tony Martin havia conservado a liderança com 12 segundos de vantagem para o britânico Chris Froome e de 25 para o norte-americano Tejay van Garderen. Agora, porém, o líder é Froome que, em seis etapas da Volta da França já teve três grandes acidentes, com o britânico escapando de todos eles, assim como o espanhol Alberto Contador.

Froome, assim, lidera a Volta da França com um tempo total de 22h13min26. Em relação aos principais concorrentes, ele tem vantagem de 36 segundos para Contador, de 1min38 sobre Niballi e de 1min56 para Quintana.

A Volta da França prossegue nesta sexta-feira com a disputa da sétima etapa, com um trecho plano de 190,5 quilômetros entre Livarot e Fougeres.