• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

China promete tolerância zero com o doping na sua equipe olímpica

Esportes

China promete tolerância zero com o doping na sua equipe olímpica

Pequim - Tentando acabar com qualquer dúvida remanescente, a China garantiu nesta quinta-feira que o país se comprometeu com uma postura de tolerância zero contra o doping às vésperas dos Jogos Olímpicos do Rio.

Vice-diretor da Administração Geral de Esportes, Gao Zhidian disse à agência oficial de notícias Xinhua que atletas e treinadores olímpicos foram obrigados a assinar promessas de não participarem de qualquer fraude, sob o risco de serem severamente punidos.

Além disso, ele afirmou que atletas, treinadores e médicos da equipe também vão passar por uma prova escrita sobre substâncias proibidas com apenas aqueles com 80% ou mais de acerto recebendo permissão para ir ao Rio.

"A China vem sendo firmemente contra o doping e tem uma abordagem de tolerância zero a este problema", disse o dirigente, que também é o vice-chefe da missão da

delegação olímpica chinesa, de 711 membros. "Temos muito claro que nós queremos uma competição justa e o bem-estar dos atletas".

A China tem procurado melhorar a sua reputação em relação aos casos de doping, particularmente em provas da natação e de longa distância do atletismo, que deram origem a vários escândalos nos anos 1990.

Essa determinação foi questionada quando se descobriu que dirigentes demoraram seis meses para revelar que o nadador Sun Yang, medalhista olímpico de ouro nos 400 metros livre e nos 1.500 nos Jogos de Londres-2012, cumpriu uma suspensão de três meses após testar positivo em maio de 2014.

A China vai enviar 416 atletas aos Jogos do Rio, incluindo 35 campeões olímpicos. O país liderou o quadro de medalhas nos Jogos de 2008 e ficou em segundo lugar quatro anos depois, com 38 ouros. Os chineses têm esperanças de superar os Estados Unidos e voltarem a liderar o quadro de medalhas em 2016.