Após audiência, FIA descarta aplicar nova punição a Vettel por batida em Hamilton

Esportes

Após audiência, FIA descarta aplicar nova punição a Vettel por batida em Hamilton

Redação Folha Vitória

Paris - A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) anunciou nesta segunda-feira a decisão de não impor uma nova punição ao alemão Sebastian Vettel por sua batida no inglês Lewis Hamilton na última prova da Fórmula 1, o GP do Azerbaijão, disputado em 25 de junho.

A decisão da FIA foi adotada após Vettel participar nesta segunda, na sede da entidade, de uma audiência sobre o caso, que causou enorme repercussão pela avaliação de que a punição imposta ao alemão pelos comissários de pista da prova no Azerbaijão foi branda demais, além de ter exposto a rivalidade entre os dois principais candidatos ao título da temporada 2017.

Durante a prova em Baku, Vettel foi punido com uma parada nos boxes de dez segundos depois de se colidir com Hamilton. Com a prova sob safety car, os carros estavam andando enfileirados quando o alemão tocou a traseira da Mercedes do inglês sob a alegação de que o rival havia reduzido a velocidade. Irritado com o que considerou uma ação deliberada para prejudicá-lo, emparelhou a sua Ferrari com o carro do rival e o atingiu deliberadamente.

Durante o GP, a FIA optou por não punir Hamilton. E, posteriormente, os dados da telemetria mostraram que o inglês não teria desacelerado repentinamente e nem teria freado momentos antes da colisão. Essas informações, contribuíram para a federação reabrir o caso. Apesar disso, ela decidiu não impor nova sanção a Vettel.

Para isso, de acordo com a FIA pesou a postura do alemão na audiência. Segundo a entidade, assumiu toda a responsabilidade pelo incidente, pediu desculpas e também "se comprometeu a dedicar tempo nos próximos 12 meses para atividades educacionais em vários campeonatos da FIA e eventos. Com isso, o presidente da FIA, Jean Todt, decidiu que o "caso está encerrado".

Agora livre do risco de receber uma nova punição, Vettel vai se concentrar na preparação para a próxima prova da temporada, o GP da Áustria, marcado para o próximo fim de semana no circuito de Spielberg. O alemão é o líder do campeonato com 153 pontos, 14 a mais do que Hamilton.