• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Chapecoense tenta reverter desvantagem para sonhar com bi na Copa Sul-Americana

Esportes

Chapecoense tenta reverter desvantagem para sonhar com bi na Copa Sul-Americana

Chapecó (SC) - Após perder na Argentina por 1 a 0, a Chapecoense busca a reabilitação diante do Defensa y Justicia nesta terça-feira, às 19h15, na Arena Condá, em Chapecó (SC), para seguir defendendo o título da Copa Sul-Americana, conquistado no ano passado após o fatídico acidente aéreo que vitimou 71 pessoas, entre eles membros da delegação do clube catarinense, há oito meses atrás. O time brasileiro precisa vencer por dois ou mais gols de diferença.

O caminho vem sendo árduo para a Chapecoense, que só está jogando a Copa Sul-Americana pela eliminação, através do tribunal, na Copa Libertadores por ter escalado o zagueiro Luiz Otávio de forma irregular. Já o Defensa y Justicia entra motivado no duelo e tem surpreendido, já que não tem tanto glamour na Argentina, mas mesmo assim eliminou o São Paulo em pleno estádio do Morumbi, na capital paulista.

O técnico Vinícius Eutrópio fechou o treino desta segunda-feira e acabou não dando pistas sobre a provável escalação da Chapecoense. A expectativa é que continue escalando a equipe no 4-5-1, com apenas Arthur no sistema ofensivo.

O volante Andrei Girotto, suspenso, e o zagueiro Victor Ramos, com dores no tornozelo direito, após sofrer uma dura pancada no jogo contra o Vitória, estão fora da partida. Com isso, Fabrício Bruno volta ao lado de Douglas Grolli na defesa, enquanto que Moisés Ribeiro deve aparecer no meio de campo.

"O Defensa é um time duro, eliminou o São Paulo, mas passou por mudanças. Tem um novo comando, um treinador que costuma utilizar um esquema ousado, mas que deve vir mais conservador. Temos evoluindo, a confiança voltou e agora vamos buscar o resultado para carimbar classificação", disse Vinícius Eutrópio.

NA ARGENTINA - O Defensa y Justicia vem modificado para encarar a Chapecoense. O time argentino está em pré-temporada e poderá sentir falta de ritmo no duelo, questão que precisará ser evitada pelo técnico Nelson Vivas, que fará a sua estreia no comando da equipe.

Entre as idas e vindas, a ausência mais sentida é de Nicolás Stefanelli, autor do gol da vitória do time na Argentina, que se transferiu para o futebol sueco. Já a dúvida fica no meio de campo entre Tomas Pochettino e Daniel González.