Fora dos planos de Dorival no São Paulo, Pintado deve ir para Cotia

Esportes

Fora dos planos de Dorival no São Paulo, Pintado deve ir para Cotia

Redação Folha Vitória

São Paulo - O auxiliar técnico Pintado não vai trabalhar com o novo técnico Dorival Junior. Na tarde desta segunda-feira, a diretoria do São Paulo informou que o ex-jogador não vai trabalhar diretamente com a comissão técnica. A diretoria apresentou um projeto para ele trabalhasse em Cotia, com a formação de atletas. Cabe ao ex-jogador decidir. Pintado dirigiu a equipe do São Paulo neste domingo, na derrota para o Santos, por 3 a 2, na Vila Belmiro.

Nos últimos meses, a diretoria mostrou insatisfação com a maneira como Pintado se relacionava com os atletas e os outros membros da comissão técnica.

O preparador físico José Mário Campeiz e o preparador de goleiro Haroldo Lamounier não trabalham mais no clube. Campeiz será substituído por Celso Rezende, que integra a comissão de Dorival Júnior. Já o sucessor de Lamounier será decidido nesta terça-feira.

As mudanças da comissão técnica já estavam sendo discutidas pela diretoria, antes da contratação de Dorival. A chegada do novo treinador apenas acelerou o processo.

A primeira ação de Dorival Junior como técnico do São Paulo foi reunir o elenco para uma conversa longa, de cerca de 18 minutos, longe da imprensa, no CT da Barra Funda. O novo treinador ocupou o centro da roda de jogadores, gesticulou bastante e começou a implantar seus métodos de trabalho.

Embora acompanhado de sua comissão técnica, Dorival falou sozinho e se movimentou, falando diretamente com os jogadores. O diretor de futebol, Vinicius Pinotti, acompanhou, a conversa, mas não interveio.

Após a conversa de Dorival, a preparação física foi conduzida pelo auxiliar Pedro Campos; o preparo dos goleiros foi feito por Octávio Bittencourt.