• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

COI cria sete novas disputas em programa dos Jogos de Inverno de Pequim-2022

Esportes

COI cria sete novas disputas em programa dos Jogos de Inverno de Pequim-2022

Em reunião do seu Conselho Executivo, nesta quarta-feira, o Comitê Olímpico Internacional (COI) decidiu ampliar o número de disputas valendo medalhas nos Jogos de Inverno de Pequim-2022. Com a decisão, sete novas disciplinas serão acrescentadas ao programa olímpico, que agora tem 109 provas.

As disputas adicionadas à competição chinesa são: bobsled feminino, esqui Big Air de estilo livre para homens e mulheres, time misto para esqui de velocidade em pista curta, salto de esqui, esqui estilo livre e snowboardcross.

Ao mesmo tempo que a organização aumentou o número de disputas valendo medalhas, reduziu o número de atletas que poderão competir em cada prova. A expectativa é que a próxima Olimpíada de Inverno tenha 41 atletas a menos que a edição realizada em fevereiro deste ano, em Pyeongchang, na Coreia do Sul - em solo coreano houve 2.933 esportistas.

O COI também decidiu manter o mesmo número de locais de competição em solo chinês. A meta é reduzir custos, uma vez que já preocupa a entidade a falta de candidatos a receber a edição 2026 dos Jogos de Inverno, justamente em razão dos altos custos para organizar um evento olímpico.

De acordo com o diretor esportivo do COI, Kit McConnell, as mudanças para Pequim são "uma forte mensagem sobre o controle quanto ao tamanho dos Jogos Olímpicos de Inverno", declarou nesta quarta-feira.

Pelas contas do COI, três modalidades vão ter reduzido o número de atletas em 2022. As provas de esqui vão perder 41 atletas, sendo 26 no esqui skating e 20 no biatlon. Em compensação, o hóquei no gelo vai ganhar mais duas equipes, tornando-se uma competição com dez equipes. No total, serão acrescidos 46 esportistas.