• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Hamilton diz que empurrou carro depois de quebra por 'vontade de não desistir'

Esportes

Hamilton diz que empurrou carro depois de quebra por 'vontade de não desistir'

O tetracampeão Lewis Hamilton lamentou a quebra do carro dele neste sábado, durante o treino de classificação para o GP da Alemanha de Fórmula 1, em Hockenheim. O piloto da Mercedes deu uma escapada para fora da pista e, ao retornar, passou por cima de uma zebra, que causou falha hidráulica no carro, já no final do Q1 (a primeira parte da sessão qualificatória para o grid). O incidente vai obrigar o britânico a largar em 14º lugar.

"Eu não entendi muito bem o que aconteceu. Na minha cabeça, meu pensamento era de colocar o carro de volta ao percurso, mas a equipe pediu para eu desligar o carro", explicou Hamilton logo após o treino de classificação. A transmissão mostrou uma imagem de "erro" no painel do britânico, que desceu do monoposto a passou a empurrá-lo pelo circuito, prática proibida pelo regulamento para preservar a segurança dos pilotos.

"Eu pulei para fora e queria ver se eu poderia empurrar. Vi que tinha um vazamento de óleo, então eu sabia que eu deveria pará-lo em algum lugar. Foi a vontade de não desistir, eu queria continuar empurrando", relatou o tetracampeão mundial, segundo colocado na classificação do Mundial de Pilotos, com 163 pontos, oito a menos do que o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, que garantiu a pole para a corrida deste domingo, com largada às 10h10 (de Brasília).

Se o problema no carro de Hamilton for grave e ele tiver de trocar o câmbio, espera-se que o britânico seja punido com a perda de posições no grid e largue na última fila. "O problema é que o carro parece danificado depois dos pulos por cima da zebra, que causaram um vazamento hidráulico. Vamos analisar o carro e checar se é o caso de efetuar essa troca", comentou Toto Wolff, chefe da Mercedes.

Quem gostou desse cenário foi o australiano Daniel Ricciardo, que terá de largar em último porque trocou componentes do motor na sexta-feira. "Parece que Lewis e eu vamos começar lá atrás, então vai ser divertido. Veremos quem chega no pelotão da frente primeiro", disse o piloto da Red Bull.

Mesmo sem Hamilton, a Mercedes ficou perto de conquistar a pole, mas Valtteri Bottas foi superado por Vettel no final do treino. "Foi uma batalha dura. Tenho certeza que eu melhoraria algum centésimo aqui ou ali, no máximo um décimo, se eu fizesse mais uma volta, mas acho que Sebastian foi um pouco rápido demais", admitiu o finlandês, que vai largar da segunda posição do grid.