• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Marcinho nega provocação aos torcedores na comemoração do 1º gol pelo Botafogo

Esportes

Marcinho nega provocação aos torcedores na comemoração do 1º gol pelo Botafogo

O lateral-direito Marcinho chegou a ser vaiado no duelo contra a Chapecoense no meio da semana, mas foi dele o gol que deu a vitória ao Botafogo


O lateral-direito Marcinho chegou a ser vaiado no duelo contra a Chapecoense no meio da semana, mas foi dele o gol que deu a vitória ao Botafogo por 1 a 0, no estádio do Engenhão, no primeiro triunfo do técnico Marcos Paquetá à frente do time alvinegro.

Foi também o primeiro gol do atleta no profissional. E, apesar da fisionomia séria na comemoração, ele negou qualquer irritação com os torcedores. "No jogo você está com o sangue quente, é emoção. Posso até ter ficado com a fisionomia mais ríspida, mas não foi nada disso. Só queria comemorar o meu gol com a minha família que estava lá no camarote, apontei para eles", disse Marcinho.

O jogador espera agora ganhar uma boa sequência entre os titulares. "Tive um imprevisto de saúde e acabei perdendo um pouco dessa preparação durante a pausa para a Copa. Tentei correr atrás disso para me preparar da melhor forma possível. O Paquetá me deu uma oportunidade e espero poder continuar ajudando o time", disse.

Para a partida, Paquetá não poderá contar com Rodrigo Lindoso e Rodrigo Pimpão, suspensos pelo terceiro cartão amarelo. O centroavante Brenner voltou aos treinos nesta semana, mas ainda não teve presença confirmada.

O Botafogo ocupa a décima colocação no Brasileiro, com 20 pontos, a quatro da zona de rebaixamento, e a quatro do grupo dos seis melhores times que se garantem na Libertadores. Paquetá não deu pistas da escalação no trabalho de sexta-feira e deve definir a equipe neste sábado.